sábado, 18 de junho de 2011

6- COMISSÃO DE FOMENTO À CRIAÇÃO DO CONALB- Comentário de Sílvia Araújo Motta em 29 junho 2010 às 23:03

Cont. Histórico

Ainda em 1995 uma Comissão de Fomento à criação do CONALB - CONSELHO NACIONAL DAS ACADEMIAS DE LETRAS DO BRASIL foi formada. Por indicação de todos que participaram do movimento, assume a presidência pró-tempore do CONALB, Mário Carabajal. Josué Montello, indicado à presidência por Mário Carabajal, declinou do convite em favor de seu propositor.

A partir da formação da Comissão Provisória do CONALB, um grande movimento inicia-se com o fim de abrigar em Academias todos escritores brasileiros. De norte a sul, centenas de novas Academias são criadas. Em 1996, chega a vez de Alegrete, terra natal de Miquel Jackes Trindade, Imortal Membro da Academia Riograndense de Letras.


Mário Carabajal, reune-se com os escritores daquele torrão gaúcho, para fomentar a criação da Academia Municipal de Letras de Alegrete, deixando a mesma com Estatutos e uma diretoria provisória, sob a presidência do escritor Airton D'Avila Severo, para continuidade do processo, registro da entidade e posse dos Membros.

Em um período quatro anos, até 2000, evolui o CONAL à Organização Nacional das Academias de Letras do Brasil. Contudo, mantém-se a comissão provisória do CONALB.
Fonte:
http://www.academialetrasbrasil.org.br/conalbhistorico.htm