sábado, 18 de junho de 2011

ESTATUTO GERAL E REGIMENTAR INTERNO ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL-alb Parte 22 :

ESTATUTO GERAL E REGIMENTAR INTERNO ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL-alb
Parte 22 :
-
e) Os reflexos sócio-existenciais dos meios, a que herdam todos os seres, são paradigminimizados em expressões literárias, de onde se processa a vasão e transferência impulsional agressiva instintual do ser, em formação delimitativa co-partícipe, existencial, sócio-conjuntural, pela evolução psicomaturacional da consciência coletiva, a partir da liberação crítica transferencial literária do real externo, confrontado com o real individual.

--------------------***------------------

f) Uma vez transferida literoterapicamente as emoções do ser em formação, limites internos são ampliados, propiciando o espaço necessário a inferência de novos valores, humanos, e sincronicamente ajustados a um evoluir qualitativo, conjunto e harmônico.

--------------------***------------------

g) Os “novos valores”, a que se refere o parágrafo supra, são naturalmente interiorizados, pelo ser em formação, a partir de referenciais filosóficos e poéticos fartamente ofertados em sessões conjuntas de “liberação de energia libinocinergética” – “Orgasmo técnico” do ponto de vista da satisfação mental a que o ser é acometido quando da liberação e transferência das “pulsões agressivas” em “filosofia criativa, crítica e associativa” o que corresponde a “literoterapia clínica”.

--------------------***------------------

h)Quando alguém explode ou grita, ofende ou agride, muitas vezes não percebe, que se não forem reações, são reflexos de neuroses, que por timidez ou caráter fraco, foram acumuladas diante a um ato agressivo anterior, acumulando-se e elevando os limiares de tensão, permanecendo latentes, sendo descarregadas ou transferidas àqueles a quem, o ser que as canalizou, julgue mais fracos.

--------------------***------------------
i)A “Literoterapia Clínica” vem somar esforços às mudanças axiológicas (sociais) a que aspiramos, transformando impulsos catéxicos (interiorizados) de agressões e violências, em geométricas expressões literárias criativas.

--------------------***------------------

j)Os valores axiológicos, dos meios externos, a que todos estamos sujeitos, após serem catexicamente codificados no âmago do ser, necessitam ser confrontados, só assim, substituídos.


Esta confrontação, ocorre concretamente e ou telúricamente. Nós propomos, que se processe “literoterápicamente”, dirigida à público alvo cujos limites emocionais, observacionalmente, demonstrem esgotamento nos limiares de tensão, evitando-se os excessos físicos dos mesmos, em busca de satisfação e equilíbrio.

Transferindo-se os ensaios naturais concretos impulsionais, para momentos futuros, após a elevação crítica filosófica e instrumental embasatória de pressupostos sistemicamente ordenados e ajustados sob parâmetros contemporâneos de inferência.

http://www.academialetrasbrasil.org.br/estatuto.htm

--------------------***------------------