domingo, 21 de agosto de 2011

CANTE CONOSCO , COM CARLOS FELIPE E MÔNICA DALMÁZIO

ACADÊMICO,
ESCRITOR IMORTAL DA ALB-MG
CARLOS FELIPE DE MELLO MARQUES HORTA



DEUS EXISTE!
A NATUREZA COMPROVA AS MARAVILHAS DO CRIADOR !
ALEGRIA PLANTADA NOS CORAÇÕES HUMANOS!
PERDÃO, PAZ E AMOR NA CONVIVÊNCIA TERRESTRE!


-

Oh! MINAS GERAIS

Música de domínio público
Letra de Paulo Roberto

Lindos campos batidos de sol,
Ondulando num verde sem fim
E montanhas que à luz do arrebol
Têm perfume de rosa e jasmim.

Vida calma nas vilas pequenas,
Rodeadas de campos em flor,
Doce terra de lindas morenas,
Paraíso de sonho e de amor.

Lavradores de pele tostada,
Boiadeiros vestidos de couro,
Operários da indústria pesada,
Garimpeiros de pedra e de ouro.

Mil poetas de doce memória,
E valentes heróis imortais,
Todos eles figuram na história,
Do Brasil e de Minas Gerais.

Notas:
1-O HINO NÃO OFICIAL DE MINAS GERAIS
possui DUAS VERSÕES POÉTICAS,
uma de autoria do RADIALISTA PAULO ROBERTO
e outra dos compositores e cantores
DE MORAES E MANEZINHO ARAÚJO.
A mais conhecida e cantada é a de
Dê Moraes e Manezinho Araújo;

2-Uma das poucas gravações de “Oh! Minas Gerais”
foi feita para o CD “Hino a Alma Brasileira”,
do SESC/MG, por nosso ACADÊMICO,
ESCRITOR IMORTAL DA ALB-MG
CARLOS FELIPE DE MELLO MARQUES HORTA
E MÔNICA DALMÁZIO, cantora e instrumentista.

3-AGRADECIMENTOS,PRIVILÉGIO E ALEGRIA demonstramos
aos CANTORES /APRESENTADORES
de Oh! MINAS GERAIS, NA SOLENIDADE
DA ALB-MG.SAUDAÇÕES IMORTAIS,
Silvia Araújo Motta-Presidente-Fundadora-da ALB-MG.

4- CONTRIBUIÇÃO DA LETRA DA MÚSICA:
CARLOS FELIPE, NOSSO ACAD~EMICO EMPOSSANDO NA ALB-MG, DIA 23-AGO-2011.

---***---

Curiosidade:
OH! MINAS GERAIS
Música de domínio público
Letra de De Moraes e Manezinho Araújo

Tuas terras que são altaneiras,
O teu céu é de puro anil...
És bonita, ó terra mineira,
Esperança do nosso Brasil.

Tua lua é a mais prateada,
Que ilumina o nosso torrão...
És formosa, ó terra encantada,
És orgulho da nossa nação!

Oh! Minas Gerais! - Oh! Minas Gerais!
Quem te conhece não esquece jamais!
Oh! Minas Gerais!

Teus regatos a enfeitam de ouro,
Os teus rios carreiam diamantes,
Que faíscam estrelas de aurora,
Entre matas e penhas gigantes...

Tuas montanhas são peitos de ferro
Que se erguem da pátria alcantil,
Nos teus ares suspiram serestas,
És altar deste imenso Brasil.

---***---




-*-