sábado, 6 de julho de 2013

AvistarBH REALIZAÇÃO: dias 06 e 07 de julho de 2013, no Parque das Mangabeiras.

                  PARQUE DAS MANGABEIRAS-BELO HORIZONTE-MINAS GERAIS

-//-






Avistar BH - 06 e 07 de Julho 2013





AvistarBH
REALIZAÇÃO:
dias 06 e 07 de julho de 2013, 
no Parque das Mangabeiras.



O evento acontece em parceira com a ECOAVIS, uma das mais atuantes associações de observadores de aves do Brasil, no Parque das Mangabeiras, um reduto do verde e conservação na capital mineira. Com cerca de 300 espécies em sua lista de aves o AvistarBH promete ser um evento de observação e integração da comunidade nacional de observadores!

O Parque das Mangabeiras é a maior área verde da capital mineira e um dos maiores parques urbanos da América Latina. Com seus 337 hectares e mais de 2 milhões de metros quadrados, o Parque das Mangabeiras está localizado na Serra do Curral.

O parque é um local de preservação e pesquisa ambiental aberto ao público. O espaço é habitado por mais de uma centena e meia de espécies de aves. A mata é composta por diversas amostras da vegetação mineira.

A paisagem verde foi projetada por Burle Marx e está localizada a mais de mil metros de altura, em um dos pontos mais altos de Belo Horizonte.

O local conta também com excelente estrutura para a realização de eventos, shows e espetáculos. 



AVISTARBRASIL



AvistarBrasil é a maior e mais tradicional feira de observação de aves da américa latina. Em sua Oitava Edição, trará atrações internacionais e top birders brasileiros em uma feira e congresso inesquecíveis.

Realizada no Pq Villa-Lobos tem como objetivo difundir nacionalmente a cultura de birdwatching e criar um espaço privilegiado para a interação e contato de todo o trade, incluíndo observdores pousadas, sec. de turismo, guias, editores, e muito mais.

Confira o site: http://www.avistarbrasil.com.br/ 

-//-



 PARQUE DAS MANGABEIRAS EM BELO HORIZONTE

 Localizado ao pé da Serra do Curral, 
patrimônio cultural de Belo Horizonte, 
o Parque das Mangabeiras, 
projetado pelo paisagista Roberto Burle Marx, 
conserva em sua área de 2,8 milhões de metros quadrados, 
59 nascentes do Córrego da Serra, 
que integra a Bacia do Rio São Francisco.

A uma altitude de 1.000 a 1.300 metros, o clima é ameno


A flora apresenta vegetação nativa composta
 de exemplares típicos de campo, como bromélias 
e canelas-de-ema; de Cerrado, barbatimão e pequi; 
vestígios da Mata Atlântica, como o jequitibá 
e o pau-d’oleo, além de outras espécies, 
como o jacarandá, sucupira do cerrado, 
pau-de-tucano, aroeira, corticeira,
 pau-ferro, candeia, caviúna, pau-santo e gabiroba.

A fauna é composta por 29 espécies de mamíferos, 
como esquilos, gambás, tapitis, micos, tatus, quatis; 
160 espécies de aves: andorinhas, bico de veludo,
 cambacicas, marias-pretas, sanhaços, caras sujas, azulões, pica-paus; 20 espécies de répteis e 19 anfíbios, 
como a rã Hylodes uai
que tem em seu nome uma 
homenagem a Minas Gerais.



Lugar para descanso, lazer e esportes,
 o Parque das Mangabeiras recebe cerca de 
30 mil pessoas por mês. 
Os visitantes podem usufruir de recantos naturais, 
quadras de peteca, tênis e poliesportivas, 
pista de skate, brinquedos e atividades culturais.
Horário de funcionamento: 
de terça-feira a domingo, das 8 às 18 horas,
 sendo a entrada permitida até ás 17h. 

Portaria Sul: Av. José do Patrocínio Pontes, 580, 
Bairro Mangabeiras

Portaria Norte: 
Praça Cidade do Porto, 100, Bairro Serra
Portaria Caraça: Rua Caraça, 900, Bairro Serra
Informações: 3277-8277 ou 3277-9697
Entrada gratuita.

http://portalpbh.pbh.gov.br/pbh/ecp/comunidade.do?evento=portlet&pIdPlc=ecpTaxonomiaMenuPortal&app=fundacaoparque&tax=15257&lang=pt_BR&pg=5521&taxp=0

                                                            PISTA DE SKATE




HISTÓRICO
PARQUE DAS MANGABEIRAS DE BELO HORIZONTE
ESTADO DE MINAS GERAIS
BRASIL

 O Parque Municipal das Mangabeiras integra a história de Belo Horizonte e abriga em sua área parte da Serra do Curral. Além de ser tombada como patrimônio do município desde 1991, a Serra do Curral é um dos marcos mais representativos da cidade, com expressivo significado simbólico.
No século XIX, quando se iniciou a construção da cidade pela equipe do engenheiro-chefe Aarão Reis, a área onde se localiza o Parque pertencia à Fazenda do Capão.

Em 1941, instalou-se no local a primeira estação de tratamento de água de Belo Horizonte. A Caixa de Areia, como era conhecida na época, abastecia o bairro Serra e localizava-se próximo à atual Portaria Norte, onde funciona o Projeto Casa Menino no Parque.

No início da década de 60, a área foi cedida à empresa Ferro Belo Horizonte S/A, Ferrobel, para a exploração de minério de ferro. A mineradora ocupava os espaços onde hoje se situam o estacionamento Sul e as Praças do Britador e das Águas. No local, pode-se observar o britador construído na época.

Em 14 de outubro de 1966, por meio do decreto nº 1.466, foi criado o Parque das Mangabeiras, com a finalidade de preservar a Serra do Curral, a reserva florestal existente e criar uma nova área de recreação para a cidade. Em 1974, foi autorizada a implantação do Parque, por meio da lei nº 2.403. O projeto paisagístico foi elaborado por Roberto Burle Marx e sua equipe.

Em 1979, a Ferrobel foi desativada.

Em 1982, no dia 13 de maio, o Parque das Mangabeiras foi inaugurado, sob a administração da Empresa Municipal de Turismo, Belotur. Em 1983, por meio do decreto nº 4.539, o espaço passou a funcionar com estrutura administrativa própria, subordinado à Secretaria Municipal de Cultura e Turismo.

Em 1989, o Parque das Mangabeiras passou a ser administrado pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Saneamento.

Em 1991, O Conselho Deliberativo Municipal do Patrimônio Cultural realizou o tombamento da Serra do Curral.

Em 27 de janeiro de 1999, por meio da lei estadual nº 13.190, uma área do Paredão da Serra do Curral foi incorporada à reserva do Parque das Mangabeiras. O espaço inicia-se na portaria sul, estendendo-se ao longo da av. José do Patrocínio Pontes até a Praça Estado de Israel.

Em janeiro de 2005, o Parque das Mangabeiras passou a ser administrado pela Fundação de Parques Municipais, criada para administrar e manter os parques municipais.


 http://portalpbh.pbh.gov.br/pbh/ecp/comunidade.do?evento=portlet&pIdPlc=ecpTaxonomiaMenuPortal&app=fundacaoparque&tax=15536&lang=pt_BR&pg=5521&taxp=0&