quinta-feira, 2 de janeiro de 2014

SAUL ALVES MARTINS-HOJE ACORDEI COM SAUDADES DO MEU PATRONO NA AVBL-SILVIA ARAÚJO MOTTA/BH/MG/BRASIL



-//-

NOTÍCIAS DA UFMG:

Morre o professor Saul Alves Martins

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009, às 11h53A Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) comunica, com pesar, o falecimento de Saul Alves Martins, professor aposentado do Departamento de Ciências Sociais da UFMG, nesta quinta-feira, 10 de dezembro, às 17h30.
O velório do corpo do professor está sendo realizado no cemitério do Bonfim, em Belo Horizonte. O sepultamento ocorre às 16h, desta sexta-feira.
Antropólogo e folclorista, Saul Martins foi professor de Antropologia da UFMG, onde defendeu tese de Livre Docência. Chefiou o Departamento de Ciências Sociais por três vezes e organizou museu de arqueologia na Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas (Fafich).
“Ele foi um dos maiores especialistas do Brasil sobre folclore, e tem várias obras publicadas”, afirma o professor Romeu Sabará, também aposentado da UFMG. Sabará conta que foi aluno de Saul Martins, com quem trabalhou posteriormente, tanto na Universidade quanto na Comissão Mineira de Folclore.

-//-





SAUL ALVES MARTINS
É mineiro de Januária, onde nasceu a primeiro de novembro de 1917, doutor em Ciências Sociais, professor de Antropologia, pesquisador, poeta e folclorólogo.

Foi presidente do Conselho Diretor das Escolas "Caio Martins", nos anos de 1962 e 1963, membro do Conselho Universitário da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, por dois anos, e Chefe do Departamento de Sociologia e Antropologia da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da UFMG, de 1970 a 1973.

Em 1951, em concorrido certame, a Academia Mineira de Letras considerou seu soneto "Flores do Campo" um dos dez melhores da fase contemporânea, em Minas Gerais. No ano seguinte, a Discoteca Pública Municipal de São Paulo premiou sua monografia "Artes e Ofícios Caseiros".Prêmio em Dinheiro.
Participou de todos os Congressos de Folclore realizados no Brasil, tendo sido relator, no último destes, de um dos painéis. Representou o Estado de Minas Gerais no Congresso Internacional de Folclore, que reuniu especialistas de 32 países em São Paulo, durante o IV Centenário. De novo, por expressa delegação do Governador, representou Minas Gerais no Distrito Federal, por ocasião do VII Congresso Brasileiro de Folclore, realizado em 1974.

Foi membro do ex-Conselho Estadual de Cultura Popular do Estado e Coordenador do Programa Comemorativo do Sesquicentenário da Independência do Brasil, em Minas Gerais.
Coordenou inúmeras semanas, festivais e exposições em Belo Horizonte para estudo e divulgação de cultura popular e vem ministrando cursos ligados à Antropologia, ao Folclore e Artesanato em muitos lugares do País, inclusive em nível de pós-graduação, como o que foi dado na Universidade do Amazonas, em 1975.

É Presidente de Honra da Comissão Mineira de Folclore, único sobrevivente e um de seus fundadores, membro do Instituto Histórico e Geográfico de Minas Gerais, da Société Internationale d´Ethnologie et de Folklore, com sede em Liège, Bélgica, é da Academia Municipalista de Letras, da Academia de Letras Municipais do Brasil e membro correspondente das Academias Conquistense(Bahia), Itajubense e Juiz-Forana (Minas Gerais) de Letras. É Membro Fundador da Academia de Letras João Guimarães Rosa da Polícia Militar de Minas Gerais e Presidente do Conselho Superior.

Foi Mestre do Ano, em 1963, personalidade destaque em 1976 e em 1977, ganhador dos Troféus "Antero de Alencar" em 1978, e "Alferes Tiradentes" em 1984.
Em maio de 1979, a convite da Universidade Nacional de Córdoba, República Argentina, participou do Seminário sobre Patrimônio Artesanal.

Tem várias obras publicadas e outras a sair. Uma daquelas serviu de roteiro para filme de longa metragem, colorido, hoje rodando no circuito comercial.
Participou do I Simpósio Nacional sobre Folclore, realizado em Olímpia, Estado de São Paulo, no período de 14 a 17 de agosto de 1986, tendo atuado como Vice-Presidente por escolha unânime dos colegas folcloristas.

Já foi agraciado com 45 MEDALHAS, sendo 8 destas de ouro, 16 placas de prata; 1 miniatura do espadim da Academia de Polícia Militar de Minas Gerais, e 1 suporte com placa da E.F.M.M. (Estrada de Ferro Madeira Mamoré), Porto Velho, Rondônia.

Cidadão Honorário de Belo Horizonte (Resolução 900, de 28 de abril de 1987) e Cidadão Honorário de Bonito de Minas.

Recebeu do atual Vice-Presidente da República, o título de "Construtor do Progresso".
Belo Horizonte, 26 de agosto de 2005.
Fonte: Gravação em Fita-cassete, feita pelo próprio Saul Alves Martins, em sua residência, para complemento da entrevista concedida à escritora Sílvia Araújo Motta.
(Ver páginas 6 e 7 do Livro de Saul Martins: "O Misterioso Número três".
Edições Carranca.1987.
---***---

SAUL ALVES MARTINSAcróstico-biográfico (Nº1)
De Sílvia Araújo Motta

S-Saul Martins, em Verdade,
A-A sua vida é Bandeira,
U-Um farol de Lealdade:
L-Luz da Educação Mineira.

A-Acadêmico exemplar,
L-Lírico Autor, Coronel...
V-Vibrante Pai cujo Lar
E-Esmalta os dons de Julinda:
S-Sublime gema do Anel!...

M-Mestre: Professor-Doutor,
A-Arquiteto da Ciência,
R-Rico em Saber Social,
T-Tem poder recriador,
I-Indianista de excelência.
N-No Conselho Magistral
S-Sempre exalta a Academia!

Belo Horizonte, 7 de junho de 2003.
---***---

UM MOMENTO PARA SAUL MARTINSPor Ivany Chagas Coutinho

Seu tempo vem de longe, muito longe...
Vem dos atabaques africanos, vem do barro,
da madeira, do TRABALHO ARTESANAL.
Nos pequenos arruados, aplaudiu BUMBA MEU BOI.
Descobriu todo o mistério do canto dos ORIXÁS.

Seu tempo vem rolando, rolando...
Entrou nos quilombos, chegou às senzalas.
Nas minas, junto aos escravos,
o CONGADO acompanhou.
Todas as contas rezou para a Virgem do Rosário.
Na POLÍCIA MILITAR, lutou, marchou e cantou
"os passos desses heróis são faróis".

Por este Brasil inteiro, Virgulino no CORDEL,
BONECOS DE JOÃO REDONDO,
VAQUEJADAS, CAVALHADAS
e as RODAS de CAPOEIRA.
CIRANDAS, QUEIMA DE JUDAS, DESAFIOS,
balões subindo nas noites de SÂO JOÃO,
DANÇAS DE SÃO GONÇALO, provérbios, lendas,
parlendas, tudo vem acompanhando, portando sua
luneta de fiel pesquisador.

Nas noites de fim de ano,
PASTORINHAS batem às portas.
E nos dias de janeiro, canta a
FOLIA DE REIS, trazendo a bandeira-guia.
Na estampa, "Jesus-Menino, que nasceu
pra nosso bem."

Toda a bagagem cultural inserida nas cantigas e costu-
mês de nossos antepassados, repassados,
Com exatidão, aos dias atuais.
Cultura de raças, todas as raças, de POESIA DA VIDA.

Saul no tempo e seu templo:
Templo da arte que vem do povo
e o que vem do povo vem de Deus.
Obrigada Professor Saul Martins,
por tudo que pesquisou, garimpou e resgatou;
por tudo que me ensinou.
Ivany

---***---

Excerto de texto de Saul Alves Martins,
Presidente de Honra da Comissão Mineira de Folclore.

HISTÓRICO:
Por sugestão de Renato Almeida, vinte e oito intelectuais mineiros - professores, pesquisadores e escritores - , reunidos no Conservatório de Música, criaram e instalaram a Comissão Mineira de Folclore, em 19 de fevereiro de 1948.

Eram eles: Aires da Mata Machado Filho, Angélica Rezende Garcia de Paiva, Antônio Carlos, Antônio Joaquim de Almeida, Branca Carvalho de Vasconcelos, Edelweiss Teixeira, Fausto Teixeira, Flausino Rodrigues Valle, Francisco Inácio Peixoto, Franklin Sales, Heli Menegale, Henriqueta Lisboa, Jarbas de Carvalho, João Braz da Costa Val Filho, João Camilo de Oliveira Torres, João Dornas Filho, José Augusto Neves, Levi Braga, Levindo Lambert, Lúcia Machado de Almeida, Manoel Ambrósio Júnior, Maria Orminda da Mata Machado, Mário Lúcio Brandão, Nelson de Senna, Saul Alves Martins, Sílvio do Amaral Moreira, Tabajara Pedroso e Ursulina Pitaguary.
Destes sobreviveram dois: eu e Lúcia.
Por aclamação, foi eleito presidente o número um da lista, o qual tomou posse do cargo ainda na histórica reunião.
Minas foi o primeiro estado da Federação a organizar-se para estudo, pesquisa, análise e divulgação do Folclore.
É verdade e dou fé.
Belo Horizonte, 29 de junho de 2004.
Texto autenticado por Saul Alves Martins.


---***---

SAUL NA COMISSÃO MINEIRA DE FOLCLOREAcróstico-histórico Nº 37 por Sílvia Araújo Motta

M-Mineiros reunidos no Conservatório de Música
I- Instalaram a Comissão Mineira de Folclore,
N-No dia dezenove de fevereiro de 1948.
E-Eram 28. Por sugestão de Renato Almeida
I- Início de um Patrimônio Mineiro da Nação
R-Reconhecido o primeiro Estado da Federação
O-Organizou-se para a pesquisa e divulgação.
S-Saul é o único sobrevivente.Bem atuante!

D-Da Comissão Mineira de Folclores
A-A aclamação: Saul "Presidente de Honra".

C-Cargo desempenhado com prazer!
O-Oitenta e oito anos vividos
M-Modesto infante a Coronel vibrante
I- Inúmeros trabalhos aplaudidos.
S-Suas publicações, sua cultura e ações
S-São lições que fazem crescer.
Ã-Acadêmico Doutor em Ciências Sociais.
O-Os seus exemplos humanistas, especiais.

Belo Horizonte, 26 de julho de 2005

---***---

SAUL DOUTOR EM CIÊNCIAS SOCIAIS UFMGAcróstico-histórico Nº 39 Por Sílvia Araújo Motta

S- Saul é Doutor em Ciências Sociais
A- Acostumado a abrir fronteiras educacionais.
U- Um intelectual que busca a especialização
L- Lei universal da razão-mente e do coração.

M- Mantém-se atualizado, aos conflitos sociais
A- Às reais dificuldades da humanidade.
R- Recorre à teoria e prática educacionais.
T- Torna viável a marcha da sociedade
I- Intervém com Palestras para Profissionais
N- Na sinalização do espírito humanista.
S- Suscita a busca dos símbolos culturais.

S-Sociologia é "antes de tudo" e Saul faz
O-O estudo do Comportamento Social.
C-Cuida de registrar tradição e traz
I- Indiscutivelmente-contribuição cultural.
Ó-Objetivo maior vai além do pessoal,
L-Lê e escreve sobre transformações de um povo
O-Organiza a estrutura social
G-Garante mudanças e mostra o homem novo
O-O passado é preservado no futuro universal.

Belo Horizonte, 26 de julho de 2005
---***---

SAUL ANTROPÓLOGOAcróstico-histórico Nº 40
Por Sílvia Araújo Motta

S- Saul Martins é um sábio Antropósófico!
A- Antroposofia é a sabedoria do Homem;
U- Uma cia do Cosmo: "Cada ser é único,
L- Livre, autoconsciente, frente ao mundo."

M- Mais ainda! Sentimento e memória!
A- Antropólogo Social, de personalidade marcante!
R- Relaciona-se bem com sua história!
T- Transpõe a maturidade resistente,
I- Intrínseca união, na base do SER,
N- No ente físico-diamante na forma,
S- Ser Humano-"forma" especial de homem.

A-A sua alma é pura, transparente
N-Na forma(^) substancial de vivente,
T-Toda a espontaneidade de um HUMANO
R-Retoma a imanência das operações...
O-O ato primeiro do corpo natural organizado.
P-Processo vital intelectivo-SAUL é ativo!
Ó-Objeto da vontade de Saul:sabe o que quer!
L-Luz espiritual-Saul entende e transcende
O-O âmbito do concreto e do sensível.
G-Garante a Ciência e Consciência que busca,
O-O abstrato e o universal na LEI NATURAL.

Belo Horizonte, 26 de julho de 2005
--***---
SAUL , PSICÓLOGO NATOAcróstico-histórico Nº 46
Por Sílvia Araújo Motta

S- Saul é Psicólogo Nato diante de "questões"!
A- A sua vida e obra apresentam soluções.
U- Um HOMEM que se preocupa com o consciente,
L- Ligado às funções vitais do subconsciente.

P-Procura o conhecimento humano completo
S-Sábio Orientador de interações grupais
I- Iluminado em sua subjetividade
C-Consegue distinguir das funções mentais
Ó-O comportamento necessário de VERDADE.
L-LÍDER Nato! Destaque entre Profissionais!
O-Orgulho universitário, Professor de Valor,
G-Garante a releitura da realidade cósmica,
O-O modelo centralizador que é descentralizador.

N-Na lógica pedagógica, sua Metodologia
A-Atinge o estudo da Humanidade imperfeita:
T-Toma os conceitos, coloca-os na hierarquia,
O-Objetivos da anuência cósmica perfeita.

Belo Horizonte, 26 de julho de 2005
---***---

SAUL MARTINS SONETISTAAcróstico-histórico Nº 47
Por Sílvia Araújo Motta

S-Saul é sonetista premiado!(1951)
A-A Federação das Academias de Letras
U-Um sério certame teve selecionado:
L-Lindo soneto "FLORES DO CAMPO."

M-Melhor forma clássica consagrada.
A-As estrofes tem versos perfumados
R-Ricos, de metáforas recheados.
T-Toda a inspiração que a natureza gera
I- Induz a pensar na Primavera...
N-Nas flores dos barrancos das estradas
S-Soberanas nas tranças das ciganas.

S-São belas as pétalas bordadas,
O-Olor tão raro, em peito de vaqueiro,
N-Nos campos ou nas queimadas
E-Estão a colorir o seu canteiro.
T-Tempo setembro, alegre nas chapadas,
I- Irradiam luz à tona de um ribeiro,
S-Suas pétalas cheias de gotas da chuva
T-Traduzem a VIDA no mundo inteiro...
A-A Academia Mineira de Letras, a sempre-viva!

Belo Horizonte, 12 de agosto de 2005
---***---

SAUL TITULA MUSEU EM VESPASIANO-MGAcróstico-histórico Nº 48
Por Sílvia Araújo Motta

S- Saul Martins, o imortal,
A- Até titula Museu
U- Um pesquisador real
L- Lugar certo, mereceu.

A- A cidade é industrial,
L- Local mineiro legal!
V- Vespasiano é "Cultural"
E- Em Folclore Nacional,
S- Sua atração é mundial.

M- Museu SAUL MARTINS:
A- Acervo temático, rico
R- Retém valores de Minas
T- Tem o cunho filosófico,
I- Impõe magia, em desfiles,
N- Numa visita agradável
S- Sua presença é memorável.

Belo Horizonte, 26 de julho de 2005

---***---

SAUL E O ARTESANATOAcróstico-histórico Nº 49
Por Sílvia Araújo Motta

S- Saul Martins valorizou o Artesanato
A- Ao publicar sua Obra Nacional (1973)
U- Uma "Contribuição ao Estudo Científico"(1973)
L- Liberando o "Plano de Proteção Artesanal"

E- Esquematizou planos à expansão turística:

O-O ramo artesanal sob a ótica do local.

A-Além da importância histórica, o artesanato
R-Recriou do ponto de vista pedagógico,
T-Trabalho artístico, moral, terapêutico,
E-E ainda, psicológico, sócio-econômico.
S-SAUL nomeia o Museu Saul Martins,
A-Acervo histórico do Folclore Mineiro.
N-Na intenção pura e única de colaborar
A-A sua ação, o imortalizou na doação.
T-Tem peças de Mestres da Arte Popular,
O-Orgulho na Cidade Mineira de Vespasiano.

Belo Horizonte, 26 de julho de 2005
---***---

SAUL , O PESQUISADORAcróstico-histórico Nº51
Por Sílvia Araújo Motta

S- Saul, é mineiro, natural de Januária!
A-A sua Pesquisa é completa, sem igual!
U-Uma nova terra, recriou para a história.
L- Linguajar simples, retrata o regional.

O-O Homem de Verdade é da VERDADE.

P-Paciente, Observador, Inteligente, Escritor.
E-É merecedor de incontáveis aplausos "de pé".
S-Sua produção é o que há de melhor.
Q-Querido e Amigo testemunha sua Fé.
U-Um ilustre, lúcido, sério Pesquisador!
I - Infatigável cultiva devoção clarividente.
S-Sua dedicação revela-se no Amor.
A-As coisas do passado tão presentes
D-Despertam interesse ao investigador,
O-Os seus livros mostram profundidade
R-Revelam o seu conhecimento de valor.

Belo Horizonte, 26 de julho de 2005

---***---

SAUL EM IBIRITÉAcróstico Histórico Nº 55 -
Por Sílvia Araújo Motta

S-Seu Curso em Ibirité
A-Abre-lhe nova visão
U-Um Pós-Graduação que é
L-Livre espaço de Criação.
-
E-Em contato com Helena Antipoff
M-Mestra do Ensino Rural, cresce.
-
I-Iluminada e profícua Orientação
B-Busca para ser Diretor Escolar.
I-Indicado para atuar na Educação
R-Recorda com Gratidão e Amor.
I-Invade o tempo, busca a emoção:
T-Tanto aprendeu: O Folclore
É-É Ciência: precisa de dedicação.

---***---

SAUL FILÓSOFO ESPIRITUALISTAAcróstico-histórico Nº 48
Por Sílvia Araújo Motta

S- Saul Martins, Filósofo-Espiritualista
A- Admite as leis cósmicas imutáveis,
U- Uma criação complexa universalista.
L- Liga-se aos postulados aceitáveis.

M- Mantém os princípios lógicos da vida
A- A concepção contínua e harmônica
R- Realização exclusiva do Criador,
T- Transcendente de essência infinita,
I- Integração do Arquiteto do Universo
N- Na regência total da Liberdade,
S- Segura Igualdade e Fraternidade.

F-Filosofia é a totalidade do conhecimento
I -Instituída na Ordem Universal,
L-Luz em busca do puro entendimento,
Ó-O estudo para atingir o real,
S-Sobre humano físico-metafísico e mental,
O-O conseqüente valor da Verdade
F-Força do psíquico e espiritual.
O-O cultivo do "Amor à Sabedoria".

Belo Horizonte, 26 de julho de 2005

---***---

SAUL ALVES MARTINSAcróstico-biográfico Nº 61
Por Sílvia Araújo Motta

S-Saul é Poeta em verso;
A-Antropólogo, na prosa.
U-Um tal artista, diverso:
L-Linguagem esplendorosa!

A-A sua "Canção da Terra",
L-Lírica, recria a Vida,
V-Variada estrutura encerra...
E-E, na magia sentida,
S-Sutis emoções descerra.

M-Metáfora dá canções,
A-Afaga a trova candente,
R-Reabre luz aos "Portões"...
T-Trovador eficiente,
I-Irradia-nos lições...
N-Na Seara Militar,
S-Sabe viver e lutar!

Belo Horizonte, 7 de junho de 2003.

MARTINS, Saul Alves. Canção da Terra.(Poesia).
Belo Horizonte:Editora O Lutador, 1998, 2ª ed. 90 pp.

---***---

CANÇÃO DA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE MINAS GERAIS. (PMMG)
Letra : Coronel PM Doutor Saul Alves Martins.
Música: Coronel PM Egídio Benício de Abreu.

I
Filhos de Minas,
erguendo a voz,
anos após
anos, lutaram
pelas doutrinas
que eles sonharam.
Rememoremos
os sacrifícios
desses patrícios
desassombrados.
Fortes marchemos,
eia, soldados!

Os passos desses heróis
são faróis
que segurança nos dão
e razão,
*(nós) seguiremos e cada vez mais
paz queremos em Minas Gerais.


II
De iguais misteres,
com a mesma história,
somos a glória,
os descendentes
do bravo alferes,
o Tiradentes.
No sangue temos
a nobre herança,
toda a pujança
dos conjurados.
Fortes marchemos,
eia, soldados!

Os passos desses heróis
são faróis
que segurança nos dão
e razão,
*(nós) seguiremos
e cada vez mais
paz queremos em Minas Gerais.

III
Somos a aurora,
rútila chama,
luz que derrama
felicidade,
brados de outrora,
paz , liberdade.
Por isso honremos
nossos varões,
pelas ações
já consagrados.
Fortes marchemos,
eia, soldados!

Os passos desses heróis
são faróis
que segurança nos dão
e razão,
*(nós) seguiremos
e cada vez mais
paz queremos em Minas Gerais.

---***---
(*)Palavra acrescida ao eneassílabo ternário,
por exigência da partitura.

Notas:

1-Ao final das Reuniões da Academia de Letras João Guimarães Rosa da PMMG, são distribuídas cópias da letra e partitura da Canção da Polícia Militar, para serem cantadas e acompanhadas por todos os presentes.(Ao som de fita-cassete ou tocada por instrumentistas da AMOS: Academia de Militar Orquestra Show.)

2-Vale ressaltar que em cada Pasta há uma foto colorida do autor do poema Saul Alves Martins, Acadêmico-Fundador,ex-Presidente do Conselho Superior, hoje Presidente Ad Vitam.

3-As Pastas foram organizadas e oferecidas pela Parceira Assessora da ALJGR/PMMG, Sílvia Araújo Motta, com o apoio do Clube Brasileiro da Língua Portuguesa.

 -//-

http://www.virtualismo.avbl.com.br/autores/silviamottapatrono.htm

-//-



SILVIA ARAÚJO MOTTA/BH/MINAS GERAIS-BRASIL-MEMBRO EFETIVO DA AVBL-ANO :2005
PATRONO: SAUL ALVES MARTINS

Escritora, Poeta e Trovadora, Violonista e Tecladista, Pedagogista. Professora.

Habilitada de Didática, Filosofia, Relacionamento Inter-pessoal, Psicologia Educacional. Especialização em Informática. Pós-Graduada em Educação e Línguas Literatura:Portuguesa e Inglesa. Fundadora-Presidenta do Clube Brasileiro da Língua Portuguesa, Coordenadora de nove Concursos Literários, Promotora de Eventos Culturais. Já ocupou vários cargos de Diretoria no Elos Clube de BH:de Diretoria Social: 1994/ 1995, Elos Jovem:1996 / 1998, Diretora Cultural:2000 / 2001, Diretora Social: 2002 / 2003 e Diretora do Elos Jovem para 2004/2005. Na Arcádia de Minas Gerais, Secretária 2000/2002, Secretária Geral: 2002/2003 e atual Diretora de Eventos 2004/2006. Fundadora e Coordenadora da Videoteca Escolar /MEC-Brasília: 2000/2003, com oito mil assuntos pedagógicos, em cassetes. Aposentada pela Superintendência de Planejamento e Coordenação da Secretaria de Estado da Educação e pela Prefeitura de Belo Horizonte. Co-Fundadora do CAPE-Centro de Aperfeiçoamento dos Profissionais da Educação. CAPE-SMED-PBH. Revisora do "Jornal Movimento Country", desde junho de 2002.20pp. Membro Efetivo da União Brasileira dos Trovadores / Seção BH/ 1994. Membro Efetivo da Arcádia de Minas Gerais: (Cadeira 08 de Edison Crisóstomo Moreira). Parceira e Assessora da Academia de Letras João Guimarães Rosa da PMMG. Membro Efetivo da Academia Mineira de Trovas (Cadeira 14 de José Lucas Filho). Acadêmica Emérita da Academia de Ciências e Letras de Lafaiete / MG.-Vice-Presidenta da Galeria dos Trovadores do Brasil /94 e Presidenta em 1995. Sócia-Fundadora da ALIPOL (Associação Internacional de Literaturas de Língua Portuguesa e outras Linguagens, desde 25 de setembro de 2004. Recebeu o Título Honorífico "Honoris Causa" da Academia Nevense de Letras, Ciências e Artes, dia 30 de abril de 2005, em Ribeirão das Neves-MG. Indicada e aprovada na IWA : International Writes and Artists Association - Sede em Toledo/Ohio/USA"- em 25 de julho de 2004 e empossada em Belo Horizonte-MG-Brasil, no Palácio da Liberdade, na Sala da Curadoria, em 20 de junho de 2005. Tem participação em várias Antologias, com Poesia e Crônicas: Nau Literária" da Editora Komedi-2000,"Carta di Angeli"-1999, na UBT(1996, 1997, 1998, 2002 e na ACCLCL (1996, 1997, 1998, 1999, 2000, 2001, 2002, 2003, 2004).

TRABALHOS DIVULGADOS:

"Lusofonia: Diáspora da Língua Portuguesa", "Estrangeirismo no Brasil" "Dia de Portugal,Camões, da Raça e das Comunidades Luso-Brasileiras" "Portugal-500 anos de História, em Prosa e Versos", "O mais Belo Vale de Minas","Ensino Supletivo no Brasil, em Minas Gerais e em Belo Horizonte","Educação de Jovens e Adultos-aspectos metodológicos e psicológicos" "Fernando Pessoa, o imortal","Como trabalhar em Grupos","Vida Prateada"."Camões em Prosa e Versos" "Beethoven em Prosa e Versos" "Amália Rodrigues em Prosa, Versos, Fados e Canções", "Padre Antônio Vieira em Prosa e Versos", "Jorge Amado em Prosa e Versos", "Frações de uma Vida", em Prosa e Versos", "Jorge Amado em Prosa e Versos", "Frações de uma Vida",Monografia do Curso de Pós-Graduação da UFMG: "A importância da Arte na Educação", " O Outro Lado da Minha Noite", "Pétalas de Flores em Trovas", "Buquê de Trovas", etc. "Efemérides dos 43 anos do Elos Clube de Belo Horizonte."

LIVROS PUBLICADOS:

1 - MOTTA, Sílvia Araújo. "DE MÃOS DADAS"com Maria -Amélia"-Gráfica
Emil,1997, lançado em Trancoso, Portugal.

2 - MOTTA, Sílvia Araújo. "FRAÇÕES DE UMA VIDA"-Gráfica Emil, Belo Horizonte, Julho de 1997.

3 - MOTTA, Sílvia Araújo. "EFEMÉRIDES da Arcádia de MG" 2003. Belo Horizonte. 268 pp.

4 - MOTTA, Sílvia Araújo."VERSOS E CARVERSOS SAZONADOS",Emil, BH, 2003. 515 pp.

5 - MOTTA,Sílvia Araújo. "ELISTAS NOS VERSOS DA RAZÃO E NO CORAÇÃO", Emil, BH,2004. 98pp.

6 - MOTTA, Sílvia Araújo. "ZENÍLIA PAIXÃO", Emil, 2004 . Belo Horizonte.64pp.

7 - MOTTA, Sílvia Araújo. "DENISE, MENINA E MÃE", Afonso Pena/BH. 2004.155pp.

8 - MOTTA, Sílvia Araújo Motta. Afonso Pena/BH/MG/Brasil:"ALMAS GÊMEAS
VIRTUAIS." VOLUME (1):411pp.. (2004) "ALMAS GÊMEAS VIRTUAIS." VOLUME (2)::401 pp (2005)

9 - MOTTA, Sílvia Araújo Motta. "FESTA PEQUENA PARA GENTEGRANDE" BH. 2005. 139pp.

10 - MOTTA, Sílvia Araújo Motta. Coletânea:"DARCY JÓIA RARA" .Belo Horizonte. 2005. 258pp.

11 - MOTTA, Sílvia Araújo Motta. "DE PADRE MIGUEL A MONSENHOR FALABELLA".2005. 275pp.

12 - MOTTA, Sílvia Araújo Motta. Coletânea "IWA em BEAGÁ-International Writers and Artists Association-Toledo/Ohio/USA"- Belo Horizonte-MG-Brasil-2005. 130 pp.

13 - MOTTA, Sílvia Araújo Motta. "ÁRCADE CAPANEMA EM AÇÃO".Coletânea 2005. Belo Horizonte-MG-Brasil 120pp.

14 - MOTTA, Sílvia Araújo Motta/ Coletânea "NÚPCIAS DOURADAS" de Pedro Paulo Marques e Maria Luíza Moreira Marques. BH-MG-Brasil. 2005.236pp.

15 - MOTTA, Silvia Araújo e PILÓ. Coletânea "DO ALUNO AO EDUCADOR".Análise da Obra Literária de Maria Ribeiro Pires.BH-MG.2005.94pp.

16 - MOTTA, Sílvia Araújo Motta. Coletânea "UM HOMEM DA VERDADE".Vida e Obra de Saul Alves Martins. Belo Horizonte.2005- 280 pp.

PUBLICAÇÕES EM JORNAIS: Da "FAFI-BH","Hoje em Dia", "Prado Mineiro","Trovas e Cantigas" "Jornal de Luz","Jornal Caravelas" (Conselheiro Lafaiete),MG Turismo (Belo Horizonte) e"Arcadianas" da Arcádia/MG.

PUBLICAÇÕES EM REVISTAS: Entre elas:-"Videoteca Escolar-Projeto Pedagógico" (MEC-Brasília).-Projeto Musical Infantil "Bandinha Escolar".(SMED-CAPE-PBH-BH).BH, 28 JULHO DE de 2005.

Curriculum Vitae - Condecorações / Medalhas / Troféus/Sites SÍLVIA DE LOURDES ARAÚJO MOTTA

1 - Condecorada pelo Governo de Minas Gerais , pelo Sr. Governador Dr. Eduardo Azeredo "Medalha Número 401" do : -Centenário do Palácio da Liberdade 1897-1997: "Elo da Tradição e História de Minas Gerais com o futuro" Nota: A Medalha foi cunhada na Alemanha, com Nióbio Metálico de Araxá - Minas Gerais; produzida pela CBMM -Cia Brasileira de Metalurgia e Mineração.

2 - Troféu "Mulheres de Ouro"-Patrona: Helena Antipoff-Em 11-Ago-2000 Destaque: "Educação de Minas' -Revista Dinâmica dos Fatos/JF/MG.

3 - Relíquia de 1917-Azinheira-Portugal - Homenagem da Associação Internacional de Fátima, pelo Coordenador Dr. Carlos Augusto Picanço.

4 - Placa de Agradecimento pela Coordenação do Evento Luso-Brasileiro para o Título de Cidadão Honorário de Belo Horizonte para João Pereira da Silva-20-Julho de 1995.Câmara Municipal de Belo Horizonte-MG-Brasil.

5 - Troféu -Concurso de Trovas da UBT Rio Novo-1995-Tema: Humildade.

6 - Medalha de Gratidão da Academia Mineira de Trovas-"Dia do Trovador": 18 de Julho de 1999.

7 - Medalha Honra ao Mérito: União Brasileira dos Trovadores-BH. Primeiro Lugar- Concurso Interno - Tema do Concurso :Palhaço

8 - Medalha Crônica: " Bendito Trem de Ferro" Concurso da Academia de Ciências e Letras de Conselheiro Lafaiete-MG-Junho de 1997

9 - Troféu/Coordenação : I Concurso de Poesia e Redações - 1995- Tema: Minha Escola EMCLS/PBH/MG

10 - Troféu/Coordenação: II Concurso de Prosa e Poesia- 1995- Tema: Dia das Mães/EMCLS/PBH/MG

11 - Troféu-Coordenação :III Concurso de Poesia e Músicas Carnavalescas-1996/EMCLS/PBH/MG

12 - Troféu-Coordenação:1V Concurso de Trovas-1997- Tema:Belo Horizonte Centenária/Parceria com EMAVV/

13 - Troféu-Coordenação:V Concurso de Poesia- 1998- Tema: Língua Portuguesa /CBLP/PBH/MG

14 - Troféu-Coordenação:VI Concurso de Poesias -2000 :500 anos dos
Descobrimentos-Parceria com CCLB/PBH/MG/Consulado de Portugal/BH.

15 - Troféu-Coordenação:VII Concurso de PROSA/Redações "Emílio Moura na WEB"-Maio de 2002 -Parceria com Arcádia de MG/EMAVV/PBH.

16 - Troféu-Coordenação:VIII Concurso de Redações: Tema JK-Parceria com Instituto Histórico e Geográfico de MG/PBH/MG. Participação no I Ciclo de Conferências sobre JK-set/2002.Premiação.

17 - Troféu-Coordenação:IX Prêmio de Poesia Henriqueta Lisboa-BH-07-07-2004/Arcádia de MG/CBLP/PBH/INP/UFMG.

18 - Medalha: União Brasileira dos Trovadores UBT-Belo Horizonte-Tema: Festa Junina

19 - Medalha : União Brasileira de Trovadores -Taubaté-São Paulo Tema do Concurso: Libertação-Em 02 de Dezembro de 1997

20 - Medalha: Concurso de Trovas na INTERNET-CTC-Vitória-Espírito Santo.Trova com Tema: PAZ e AMOR- 11 de Julho de 1999

21 - PLACA DE RECONHECIMENTO-Bodas de Prata 1974 / 1999: Professora na Rede Municipal de Ensino/PBH/MG

22 - Placa da Academia Mineira de Trovas - Posse: 25 de Novembro de 1995.

23 - Troféu Trovador José Capanema-UBT-BH-1998

24 - Troféu Trovadora Zenília Paixão-Ano: 1996-UBT-BH-Menção Honrosa:

25 - Troféu da UBT-BH- Tema do Concurso : Solitude- Agosto de 2000

26 - Medalha do INSTITUTO CAMÕES - COSTA DO DESCOBRIMENTO-500 anos .ICA. Encontro Internacional de Literaturas em Língua Portuguesa Em de 20 de agosto de 2000 .

27 - SALA AMÁLIA RODRIGUES-Exposição Permanente de quadros,0,25 mX 0,22m, com 14 Poemas & Fotos - Restaurante Portugállia à Rua Donato da Fonseca-174-Cidade Jardim-BH/MG

28 - Troféu JUSCELINO KUBITSCHEK DE OLIVEIRA-Personalidades do Século -Revista Dinâmica dos Fatos/ Juiz de Fora,18 de Novembro de 2000.

29 - Troféu Carlos Drumond de Andrade-Promoção:Destaque do Ano de 2001. Itabira, 10 de fevereiro de 2001

30 - Troféu Fernando Pessoa-Promoção: Personalidades do Novo Milênio- Revista Dinâmica dos Fatos -Em 03 de março de 2001

31 - Troféu TANCREDO de Almeida NEVES- Automóvel Clube de BH- 10 de maio de 2001.

32 - Troféu CISNE DE BRONZE - Promoção Tony de Pádua-Sete Lagoas/MG-29 /set/2001.

33 - Troféu BEETHOVEN em PROSA e VERSOS -Arcádia de Minas Gerais- 2002 "14/09/1998" e Placa Especial com foto individual.

34 - Troféu EÇA DE QUEIRÓS-Revista Dinâmica dos Fatos-27 de abril de
2002.JF-MG-Brasil.

35 - I RECITAL LÍTERO-LÍRICO INTERNACIONAL com 16 idiomas. Coordenação e Promoção :Clube Brasileiro da Língua Portuguesa-Fevereiro /2003.

36 - Troféu MULHER FORTE-Aposentadoria SEE:De 2-2-1969 a 05-08-1995 e SME De 27-09-74 a 28-2-2003

37 - Troféu Cecília Meireles-MULHERES NOTÁVEIS-Promoção Colunista Eustáquio Félix-Itabira / MG-8 de março de 2003.

38 - Troféu 1º lugar Concurso de TROVAS- UBT/BH-Tema Humorístico: Angu-Maio de 2003.

39 - INSÍGNIA DO Grau Bronze de Posse: PARCEIRA-ASSESSORA da Academia de Letras João Guimarães Rosa, da Polícia Militar de Minas Gaersi. BH, 4-out-2003.

40 - PLACA MARCELO RODRIGUES /TIA DOS ARAÚJOS-4 DE OUT-2003.

41 - MEDALHA DE 1º LUGAR-CONCURSO DE POESIA.Promoção Elos internacional da Comunidade Lusíada-VP para a América do Sul.Santos-São Paulo. Dezembro de 2003.

42 - Troféu MILTON CAMPOS-Os melhores do Ano/2003-Revista Dinâmica dos Fatos/Tribunal de Alçada do Estado de Minas Gerais/OAB-MG-BH, 12-12-2003.

43 - MEDALHA Comemorativa dos 820 anos do nascimento de São Francisco de Assis/Italy: 1182 /1226.

44 - Troféu Especial: DIA INTERNACIONAL DA MULHER/2004-Promoção Eustáquio Félix-BH, 13-03-2004.

45 - Medalha do Elos Clube de BH, filiado ao Elos Internacional da Comunidade Lusíada em oito Países Lusófonos. Quarenta Anos de Fundação. Presidenta Alice Rodrigues Rocha. 2004.

46 - Medalha Acadêmico Ary Braz Lopes-Academia de Letras da Polícia Militar de Minas Gerais.BH-MG-Brasil.05-10-2005.

47 - Réplica do Acadêmico Ary Braz Lopes.Em 5-10-2005.BH-MG.

PUBLICAÇÕES VIRTUAIS: SITE PESSOAL:

1 - VIRTUALISMO - Escola de Autores, Escritores e Poetas Virtuais 11-MOTTA, Sílvia Araújo Motta. "DE PADRE MIGUEL A MONSENHOR FALABELLA".2005. 275pp. 12-MOTTA, Sílvia Araújo Motta. Coletânea "IWA em BEAGÁ-International ...
www.silviaraujomotta.virtualismo.com.br/ - 33k

2 - VIRTUALISMO - Escola de Autores, Escritores e Poetas Virtuais Acróstico-histórico Nº 37 por Sílvia Araújo Motta M-Mineiros reunidos no Conservatório ... Por Sílvia Araújo Motta S- Saul Martins é um sábio Antropósófico! ...
www.silviaraujomotta.virtualismo.com.br/patrono.htm - 69k

3 - AVBL - ACADEMIA VIRTUAL BRASILEIRA DE LETRAS Sílvia Araújo Motta, Saul Alves Martins. 249.) Silvia Schmidt · 401.) Simone Czeresnia ·426.) Simone Borba Pinheiro · 428.) Simone Salles ... www.avbl.com.br/avbl/s.htm - 23k

4 - Poetry Café: maio 2004 Arquivo Acróstico-biográfico de Sílvia Araújo Motta (BH-MG-Brasil) ... Fernando Pessoa por Almada Negreiros. Publicado por D_Quixote em 08:06 PM | Comentários (2) ...
 poetrycafe.weblog.com.pt/arquivo/2004_05.html - 58k

5 - A Celebration of Women Writers: BRAZIL ... Marchant, Anyda [aka Sarah Aldridge] (1911-); Meireles, Cecilia Benevides (1901-1964); Miccolis, Leila (1947-) ; Blocos · Motta, Silvia Araújo (fl.2005) ...
digital.library.upenn.edu/women/_generate/BRAZIL.html - 6k - 28 out. 2005

6 - ALIPOL - Associação Internacional de Literaturas de Língua ... Abel Amâncio Silva; Alexandre Mota da Silva; Anizio Viana da Silva; Aparecida Cueva ... Samuel Eller; Sérgio Antônio Canedo; Sílvia de Lourdes Araújo Motta ...
www.alipol.org/socios_fundadores.htm - 30k

7 - Poesias de Amigos Sílvia Araújo Motta · Simone Borba Pinheiro · Sofia Ríccio · Thalma Tavares · Thata · Thereza Costa Val · Valeriano Luiz da Silva · Waldir Neves ... www.gislainecanales.com/poesias_de_amigos.html - 35k

8 - intercambiosinternacionais De:Sílvia Araújo Motta,Belo Horizonte,Minas Gerais,Brasil.silumotta@hotmail.com  www.silviaraujomotta.virtualismo.com001: Professor Nilson
PereiraCatarinese ...
groups.msn.com/intercambiosinternacionais/ - 32k

9 - Portal da Lusofonia Sílvia Araújo Motta É ELISTA de BH-MG-Brasil, desde 1995. posted by Portal da Lusofonia at 08:44. Sexta-feira, Setembro 23, 2005 ... portaldalusofonia.blogspot.com/ - 60k -

10 - »» Elos Clube de Uberaba Diretora de Eventos (Árcade Sílvia Araújo Motta e ... Esclarecimentos: Curadora do Troféu : Sílvia Araújo Motta: silumotta@hotmail.com ... www.uaisites.adm.br/iclas/atividade21.htm - 11k

11 - »» Elos Clube de Uberaba Sílvia Araújo Motta, Curadora do Troféu Henriqueta Lisboa. Diretora de Eventos da Arcádia de Minas gerais, Presidenta do Clube Brasileiro da Língua ... www.uaisites.adm.br/iclas/atividade19.htm - 9k

12 - PORTAL "Cá Estamos Nós" Sílvia Araújo Motta - B. Horizonte Lago azul - trecho do céu, encravado na vertente: os cisnes - nuvens ao léu; a barca - lua crescente. ... www.portalcen.org/revistas/trovia/001.htm - 25k

13 - Catálogo de Visitantes do Site de Belo Vale SÍLVIA DE LOURDES ARAÚJO MOTTA, 09/10/2005, BELO HORIZONTE, MG, BRASIL. RAQUEL EUSTAQUIA DE SOUZA, 29/09/2005, CONTAGEM, MG, BRASIL ...
www.dejore.com.br/belovale/visitas/listar.asp - 57k

14 - http://www.recantodasletras.com.br/autor.php?id=3146
http://www.recantodasletras.com.br/autor.php?id=3146&pag=2
http://www.recantodasletras.com.br/autores.php?lista

15 - istas.cult.cu/pipermail/ informativo/2005-June/000030.html - 14k

16 - OUTROS SITES, ETC

silumotta@hotmail.com
silumotta@yahoo.com.br

Belo Horizonte, 7 de novembro de 2005.


FONTE:

http://www.virtualismo.avbl.com.br/autores/silviamotta.htm


-//-




Mestre Saul Martins: Sua Vida e sua Obra 
Saul Martins nasceu em Januária, no Vale São Franciscano, em 1917. Em 1948, ao lado do professor Aires da Mata Machado Filho, ajudou a criar a Comissão Mineira de Folclore. Era formado em Ciências Sociais e Doutor em Antropologia com tese sobre o artesanato brasileiro. Professor da UFMG, pesquisador, poeta, escritor, folclorista. Com direção de Dêniston Diamantino e produção de Silvia Villani, "Mestre Saul Martins: Sua Vida e a sua Obra" é um singelo registro da história desse homem que, intensamente, pesquisou e valorizou a rica cultura popular do Brasil.

-//-

SAUL ALVES MARTINS:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Saul_Alves_Martins

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

PUBLICAÇÕES DO AUTOR: SAUL ALVES MARTINS:
  • Canção da Terra.(Poesia). 1ª Edição .Belo Horizonte. Editora “O Lutador”. Belo Horizonte. 1952.
  • A dança de São Gonçalo. Edição Mantiqueira. Belo Horizonte.1954.
  • Opúsculo (1): artes e ofícios caseiros. Separata da Revista do Arquivo. CLXIV. Obra premiada pela Discoteca Pública Municipal de São Paulo, 1959.
  • Os jogos infantis e as cantigas de roda. Edição do Centro Regional de Pesquisas Educacionais.MEC-INEP.Belo Horizonte, 1962.
  • Opúsculo (2): o artesanato no Serro. Edição da Secretaria de Estado do Trabalho e Cultura Popular de Minas Gerais. Imprensa Oficial. Belo Horizonte, 1964.
  • Folheto (2): uma oficina em cada lar. Edição da Secretaria de Estado do Trabalho e Cultura Popular de Minas Gerais. Belo Horizonte.Foi lema de Governo (Magalhães Pinto), 1964.
  • Opúsculo (4): proteção ao artesanato. Edição da Secretaria de Estado do Trabalho e Cultura Popular de Minas Gerais. Imprensa Oficial. Belo Horizonte, 1966.
  • Antônio Dó. Edição da Imprensa Oficial. Belo Horizonte. 1ª Edição, 1967.
  • Opúsculo (5): o museu e as pesquisas artesanais. Editora da Academia Patense de Letras. Patos de Minas, 1969.
  • Os Barranqueiros. Edição do Centro de Estudos Mineiros. UFMG. Belo Horizonte, 1969.
  • Contribuição ao estudo científico do artesanato. Edição da Imprensa Oficial. Belo Horizonte, 1973.
  • O artesanato na região de Barreiros. (Nota Prévia) Campus Avançado da UFMG. Conselho de Extensão.Barreiras. Bahia, 1973.
  • Arte e artesanato folclóricos. Edição do MEC – FUNARTE – CDFB . Rio de Janeiro, 1976.
  • Arte popular figurativa. Edições Carranca. Belo Horizonte, 1977.
  • Folclore em Minas Gerais. Edição do MEC-FUNARTE-INF, com participação da UFMG. Rio de Janeiro. 1ª edição, 1982.
  • O misterioso número três. Edições Carranca . Belo Horizonte, 1987.
  • Folclore: teoria e método. Edição da Secretaria de Estado da Cultura de Minas Gerais. Edição da Imprensa Oficial. Belo Horizonte, 1986.
  • Congado: família de três irmãos. Edição do SESC-MG. Belo Horizonte, 1988.
  • Enciclopédia de literatura brasileira [contribuição a], de Afrânio Coutinho, edição do MEC, 1990.
  • Folclore em Minas Gerais. Edição (ampliada) da UFMG. Belo Horizonte. 2ª edição, 1991.
  • Canção da Terra.(Poesia). Edição do Autor. Belo Horizonte.2ª edição, 1998.
  • Dicionário Histórico e Biográfico Brasileiro [contribuição ao], da Fundação Getúlio Vargas, publicado em 2002.  
-//-


SAUL ALVES MARTINS-ANTROPÓLOGO:

Escritor atento as nuances da “cultura popular” e das formas de sociabilidade “tradicionais” expostas no interior de Minas Gerais, especialmente as rodas de São Gonçalo, Saul Alves Martins deixou um legado na descrição e na sistematização das formas de expressão cultural do interior do Brasil. Defendendo um estudo sistemático dessas formas de expressão, e profundamente influenciado pelo positivismo de Auguste Comte e de Émile Durkheim, o antropólogo folclorista defendia o folclore como a forma “primeira” (ou, usando o jargão durkheimniano, a “forma elementar”) de expressão da cultura de um povo.
Empresta seu nome ao Museu do Artesanato Saul Alves Martins, localizado na cidade de Vespasiano/MG, categorizado como um dos cinco melhores museus de cultura popular do Brasil2. Cabe salientar que o museu possui em seu acervo uma grande quantidade de obras doada pelo antropólogo, fruto de suas pesquisas.
Nos tempos em que a antropologia vêm redescobrindo os estudos folclóricos, não apenas como fonte de dados para posteriores análises, mas também como um rico material de discussão, a obra de Saul Alves Martins aponta como de grande relevância para a construção teórica.


-//-
Saul Alves Martins
Antropologia e Folclore
NacionalidadeBrasil Brasileiro
ResidênciaBrasil
Nascimento1 de novembro de 1917
LocalJanuária
Morte10 de dezembro de2009 (92 anos)
LocalBelo Horizonte
CausaFalência múltipla dos órgãos
CônjugeJulinda Garcia Martins
Atividade
Campo(s)Antropologia e Folclore
InstituiçõesUniversidade Federal de Minas Gerais e Polícia Militar do Estado de Minas Gerais
Alma materUniversidade Federal de Minas Gerais
TeseContribuição para o estudo científico doartesanato
Influenciado(s)Auguste ComteÉmile DurkheimBronisław Malinowski e Karl Marx
Prêmio(s)Troféu "Antero de Alencar" em 1978 / Troféu "Alferes Tiradentes" em 1984 / Cidadão Honorário de Belo Horizonte em 1987 / Cidadão Honorário de Bonito de Minas / "Construtor do Progresso" das mãos deJosé Alencar em 2005
NotasFoi Presidente de Honra da Comissão Mineira de Folclore, já que foi um de seus fundadores, membro do Instituto Histórico e Geográfico de Minas Gerais, da Societé Internationale d´Ethnologie et de Folklore(SIEF), foi da Academia Municipalista de Letras, da Academia de Letras Municipais do Brasil e membro correspondente das Academias Conquistense (Bahia), Itajubense e Juiz-Forana (Minas Gerais) de Letras. Foi Membro Fundador daAcademia de Letras João Guimarães Rosa da Polícia Militar de Minas Gerais e Presidente do Conselho Superior.
Saul Alves Martins (Januária1 de novembro de 1917 - Belo Horizonte10 de dezembro de 20091 ) foi um antropólogo e folclorista, professor da UFMG . Formado em Ciências Sociais, com mestrado e doutorado na área, se dedicou durante anos ao estudo e ao ensino da antropologia, com ênfase no folclore e na tradição de Minas Gerais.