quinta-feira, 2 de abril de 2015

Documentário Sobre Transtorno Bipolar.VALE A PENA ADQUIRIR CONHECIMENTO-TRATAMENTO-ESTIGMAS-ORIENTAÇÕES IMPORTANTES-SUGESTÕES



-

2303-TRANSTORNO OBSESSIVO COMPULSIVO-TOC (1ª Parte)

Acróstico-conceitual
Por Sílvia Araújo Motta

T-TRANSTORNO OBSESSIVO COMPULSIVO
R-Recorrente, anormal e suficientemente grave,
A-Acentua o sofrimento do ser humano ativo;
N-Normalmente, o portador de TOC tem a chave:
S-Sabe que suas “manias” são excessivas,
T-Tem “Obsessões” isto é, seus pensamentos,
O-Ou ideias, cenas, impulsos inadequados,
R-Repetitivos, irracionais, com ou sem iguais,
N-Não tem só relação com problemas reais!
O-O portador tenta resistir ao produto da mente.
 -
O-Os comportamentos repetitivos ou “Compulsões”
B-Bem freqüentes, sempre criam regras rígidas!
S-Significativos, exigem claras observações,
E-Com alterações neurológicas; apontam
S-Sérias anormalidades biológicas nas ações,
S-Sendo associadas ao TOC...pesquisam
I-Intromissão indesejável, involuntária,
V-Variável, constituem quadro patológico.
O-Obsessão e Fobias foram estudadas pelo
 -
C-Criador do termo: “Fobias Obsessivas”
O-O intelectual Karl Westphal, desde 1878;
M-Mais estudos, acrescentados, em 1942,
P-Por Frederick Perls...Até os dias atuais,
U-Unem estudiosos que identificam
L-Limitam a incidência do TOC: quase
S-Sempre maior em pessoas com conflitos,
I-Inaceitáveis, conjugais; em desempregados;
V-Vê-se 75% em adolescentes masculinos,
O-Ou em torno dos 20 anos; em algumas crianças.
-
Belo Horizonte, 26 de março de 2009.
http://virtualpsy.locaweb.com.br/index.php?sec=58&art=188
http://www.recantodasletras.com.br/acrosticos/1508469
-
2304-TRANSTORNO OBSESSIVO COMPULSIVO-TOC (2ª Parte)

Acróstico-conceitual nº 2304
Por Sílvia Araújo Motta

T-TOC são OBSESSÕES e COMPULSÕES:
R-Respondem às respostas terapêuticas
A-Assinaladas de 40 a 60% dos pacientes,
N-No tratamento, com antidepressivos;
S-Serotonima recaptada na mente
T-Tem papel fundamental na pesquisa.
O-O uso de Fluoxetina e Comipramina
R-Revelam eficácia da Farmacologia,
N-Na existência superior à Vontade,
O-Oriunda do JUÍZO  incontrolável.
 -
O-“O que não sai da cabeça” do paciente,
B-Basicamente, vai impedi-lo de agir,
S-Serenamente, apesar da lógica existente...
E-Extremamente variável, às vezes, tem
S-Sintoma que diz respeito à higiene,
S-Sempre há medo de transmissão de doenças,
I-Inaceitável contaminação por bactérias,
V-Vírus, ou súbitos impulsos de agressão...
O-Outras vezes, acomete o impulso suicida.
 -
C-Condutas excêntricas podem motivar
O-Obsessão indesejável da perda de controle,
M-Mas podem levar a matar pessoas queridas.
P-Processo mental que tem caráter forçado,
U-Um ideia associada ao sentimento humano,
L-Limitado, tristonho, penoso, que é avaliado,
S-Sempre, repetitivo do mesmo pensamento:
I-Ideias impostas ao NEURO-PSIQUISMO
V-Vital, contra a resistência consciente,
O-Obsecada, forma sentida, incômoda.
-
Belo Horizonte, 26 de março de 2009.
http://virtualpsy.locaweb.com.br/index.php?sec=58&art=188
http://www.recantodasletras.com.br/acrosticos/1508469
http://www.recantodasletras.com.br/acrosticos/1508586
-
2305-FREDERICK S. PERLS-PSICOTERAPEUTA do TOC:Transtorno Obsessivo Compulsivo (*Berlim:1893-†Chicago:1970)

Acróstico-biográfico nº 2305
Por Sílvia Araújo Motta

F-Frederick S. Perls, alemão, conhecido “Amigo Fritz”
R-Reconhecido na Escola GESTALT de Psicoterapia.
E-Educado como um Freudiano do passado, passou a
D-Destacar a experiência do foco do “Aqui e Agora”
E-Elemento-Chave, da Gestalt-Terapia, chamada à
R-Revelação que durante a década de 1960, ganhou
I-Indiscutível reputação, como um outro “sentir-se bom”
C-Com técnicas terapêuticas, em seguida, tão comuns!
K-“Kick off” foi a saída holística com moderna terapêutica.
 -
S-Sua obra baseia-se na emoção e no crescimento da
...........................................Personalidade Humana.
-
P-Perls concluiu Medicina(1921). Casou-se.Teve 2 filhos.
E-Ele escreveu “Ego, Fome e Agressão” na África do Sul,
R-Republicado na Inglaterra, em 1946. Em 1951, co-autor
L-Livro: “Gestalt-Terapia” com Goodman e Hefferline.
S-Sua Escola em NY foi executada pela esposa Laura.
-
P-Perls, em 1964, tornou-se Médico Psiquiatra;
S-Sua residência fixada em Esalen Institute,
I-In Big Sur, na Califórnia. Tempos depois,
C-Conseguiu inaugurar excelentes Institutos,
O-Objetivamente, a conduzir a GESTALT-
T-TERAPIA. Nesse tempo, usava barba branca.
E-Em 1970 mudou-se para uma ilha ideal,
R-Residindo ao largo de Vancouver,
A-Ao British Columbia, onde preparou
P-Profissionais GESTALT-TERAPEUTAS.
E-Em Lexington, em Massachusetts/USA,
U-Última Oficina de Estudos, realizou. Operado
T-Teve uma insuficiência cardíaca, aos 76 anos,
A –Aos 10 dias de março, faleceu em Chicago.
-
Belo Horizonte, 27 de março de 2009.
---***---
Fonte:
In:Encyclopedia of Psychology por George A. Milite
http://www.recantodasletras.com.br/acrosticos/1508822
-//-
2306-TRANSTORNO OBSESSIVO COMPULSIVO-TOC:  À LUZ DA GESTALT-TERAPIA.(3ª Parte)

Acróstico-conceitual nº 2306
Por Sílvia Araújo Motta

T-TOC, à luz da GESTALT-TERAPIA,
R-Refere-se à experiência da Prática Clínica,
A-Através da teoria, chega ao tratamento
N-Necessário ao paciente, cuja manifestação,
S-Subjetiva, identifica os vários sintomas do
T-Transtorno Obsessivo Compulsivo, na reação.
O-O caso sob análise é tratado por atendimento,
R-Reavaliado pelo acompanhamento psicológico,
N-Na abordagem holística do ser humano, total,
O-Obsecado na linguagem verbal, corporal,racional.
 -
O-O crescimento e a mudança de um paciente,
B-Bem acompanhado, não podem ser forçados,
S-São dependentes, inicialmente, da autoaceitação...
E-Estar em interação com campo/indivíduo/meio com
S-Suporte sensorial, motor, energético, emocional...
S-Será possível ocorrer a mudança de forma natural,
I-Interação equilibrada entre o SELF e o MEIO,
V-Valorizando a espontaneidade que estabelece,
O-O ajustamento com criatividade consciente.
 -
C-Considerado pela Associação Psiquiátrica Americana,
O-O TOC é um transtorno mental, de ansiedade,
M-Muito comum, que hoje é tratável e curável.
P-Pode-se afirmar que o ponto inicial de partida,
U-Une pensamentos obsessivos, aos rituais repetitivos,
L-Ligados à teoria de Frederick Perls (1942-1945)
S-Sinalizada pela GESTALT-TERAPIA,
I-Indicada para alcançar o equilíbrio real...
V-Viabilizando a construção da autonomia,
O-O caminho da integração e da autenticidade.
-
Belo Horizonte, 28 de março de 2009.
-
http://www.recantodasletras.com.br/acrosticos/1510208
-
Fonte:
ELISIÁRIO, Mônica Araújo Rodrigues - Transtorno Obsessivo Compulsivo à luz da Gestalt-Terapia.Revista IGT na Rede, v. 5, n° 8, 2008, p.62-69. Disponível em http://www.igt.psc.br
ISSN: 1807-2526
-
---***---
Sugestão:
Ler e avaliar a série de acrósticos:
-
2300-INTRODUÇÃO À GESTALT:FCH-FUMEC
http://www.recantodasletras.com.br/acrosticos/1505053
-
2301-GESTALT TERAPIA FCH - FUMEC
http://www.recantodasletras.com.br/acrosticos/1505533
-
2302-MÔNICA ARAÚJO RODRIGUES ELISIÁRIO-PSICÓLOGA-
http://www.recantodasletras.com.br/acrosticos/1507944
-
2303-TRANSTORNO OBSESSIVO COMPULSIVO-TOC (1ª Parte)
http://www.recantodasletras.com.br/acrosticos/1508469
-
2304-TRANSTORNO OBSESSIVO COMPULSIVO-TOC (2ª Parte)
http://www.recantodasletras.com.br/acrosticos/1508586
-
2305-FREDERICK S. PERLS-PSICOTERAPEUTA do TOC:Transtorno Obsessivo Compulsivo (*Berlim:1893-†Chicago:1970)
http://www.recantodasletras.com.br/acrosticos/1508822
-
2306-TRANSTORNO OBSESSIVO COMPULSIVO-TOC:  À LUZ DA GESTALT-TERAPIA.(3ª Parte)-Acróstico-conceitual
http://www.recantodasletras.com.br/acrosticos/1510208
-
2307-GESTALT-TERAPIA-DEFINIÇÕES em Doze Acrósticos informativos
Por Sílvia Araújo Motta
http://www.recantodasletras.com.br/acrosticos/1511006
-
2308-TRANSTORNOS  MENTAIS HUMANOS-Acróstico conceitual
http://www.recantodasletras.com.br/acrosticos/1511909
-
2309- FOBIA SOCIAL E DEPRESSÃO-Acróstico-psicológico-conceitual
http://www.recantodasletras.com.br/acrosticos/1511988
-
2310-DEPRESSÃO E ANSIEDADE-Acróstico-psicológico-conceitual
http://www.recantodasletras.com.br/acrosticos/1512077
-
2311-TRANSTORNO BIPOLAR DO HUMOR-Acróstico-psicológico-conceitual/Por Silvia Araújo Motta/BH/MG/Brasil
http://www.recantodasletras.com.br/acrosticos/1513538
-//-
2307-GESTALT-TERAPIA-DEFINIÇÕES em Doze Acrósticos informativos
Por Sílvia Araújo Motta

1:
G-GESTALT é uma palavra abrangente
E-E que já está usada no mundo inteiro:
S-Sugere a ideia de totalidade,
T-Trabalha as partes de forma convergente;
A-Avaliadas significativas, na realidade,
L-Como uma Filosofia existencial.
T-Tem processos criativos para soluções.
-
2:
G-GESTALT é uma forma de Psicoterapia,
E-E indica a forma individual-particular,
S-Sob a aceitação do PACIENTE para
T-Ter nova concepção nas relações,
A-Aliar o contato autêntico com outros,
L-Ligado à autonomia do próprio SELT...
T-Tenta unidade da alma, corpo, mente.
-
3:
G-GESTALT-Terapia não usa técnicas,
E-E usa a si mesmo, com habilidade na
S-Situação vivida no “aqui e agora”
T-Trazendo a experiência real,
A-Assinalada pela ação acumulada,
L-Liberada pelo cliente ao terapeuta:
T-Tem o processo de “self-awareness.”
-
4:
G-GESTALT-Terapia...é válido dizer:
E-Embora tenha na origem germânica,
S-Seu início, pelo casal Perls, Psicanalistas...
T-Teve  o pensamento desenvolvido nos EUA:
A-Aprovado pelos psicólogos e psiquiatras,
L-Leitores, escritores, artistas, alemães, judeus,
T-Tantos filósofos, professores europeus...
-
5:
G-GESTALT-Terapia, a partir de 1952,
E-Espalhou-se, por dezenas de Institutos,
S-Sucesso total, nos Estados Unidos/América,
T-Tantos outros países: Inglaterra, Austrália,
A-Alemanha, Espanha, França, Itália,
L-Lá na África do Sul, Japão, Brasil...
T-Terapia tem a relação centrada no cliente.
-
6:
G-GESTALT-Terapia tem relação terapêutica,
É-É baseada na Filosofia do diálogo,
S-Sério entre o “EU-TU”, “EU-ISSO”, pelo
T-Trabalho Pedagógico de Martin Buber.
A-A relação entre o terapeuta e o cliente
L-Leva ao contato “dual-autêntico”
T-Também “centrado em si mesmo.”
-
7:
G-GESTALT é um termo alemão!
E-Existem diversas interpretações:
S-Significa  “Psicologia da Forma”
T-Também “um Processo de Formação”
A-A partir de uma necessidade, as ações
L-Levam a buscar a satisfação pessoal.
T-Tem bases nas Teorias do Conhecimento.
-
8:
G-GESTALT-Terapia poderia ser definida,
E-Especialmente, como verdadeira ARTE...
S-Sensível à formação de boas formas.
T-Tem fundamentos no Existencialismo,
A-Absorve o campo existencial-interpessoal,
L-Logo, visa o campo biopsicosocial,
T-Traduzido pelo significado pessoal.
-
9:
G-GESTALT-Terapia é de ajustamento:
E-É uma Terapia de auto-realização,
S-Sempre amplia o crescimento...
T-Todo CLIENTE trabalha para chegar
A-À real percepção de si, com a ética,
L-Limitando-o a assumir e aceitar
T-Toda a responsabilidade das escolhas.
-
10:
G-GESTALT-Terapia exige visão holística,
E-Enquanto uma Proposta Clínica,
S-Sua integração envolve o Homem,
T-Total e seu relacionamento com
A- A Natureza, o Planeta, cada Ser vivo,
L-Levado ao valor de cada Objeto e
T-Também aos fenômenos do Universo.
-
11:
G-GESTALT-Terapia dá uma grande
E-Ênfase à relação TERAPÊUTICA,
S-Segura, do encontro de si mesmo;
T-Toda a conquista da forma de interação
A-Alcança o bem-estar pela percepção
L-Ligada a uma melhor qualidade de vida;
T-Tudo que desperta o real sentido de viver.
-
12:
G-GESTALT-Terapia é a integração do SER
E-Em todas as partes vivas de um todo,
S-Significativo, que leva a enfatizar,
T-Todo o sentir, o perceber e o atuar...
A-Ao contrário do tentar interpretar,
L-Ligações preexistentes, não alteram.
T-Trata da riqueza da experiência humana.
-
Belo Horizonte, 29 de março de 2009.
---***---
2308- TRANSTORNOS  MENTAIS HUMANOS

Acróstico conceitual
Por Sílvia Araújo Motta

T-Transtornos mentais são “ALTERAÇÕES”
R-Referenciais identificadas Psiquiátricas,
A-Avaliadas, que se manifestam por rupturas,
N-No Processo de Adaptação, expresso, evidente...
S-São usados antidepressivos para o tratamento.
T-Traduzidas, primariamente, por anormalidades:
O-O Pensamento, o sentimento e o comportamento
R-Resultam ao final, em produções dolorosas,
N-No sofrimento e prejuízo do funcionamento.
O-O “ESTIGMA” em relação às "doenças"
S-Sem dúvida, é um fenômeno presente...
 -
M-Maior ou menor, de acordo com a cultura,
E-Estigmas da “loucura” geram preconceitos,
N-Na mídia leiga, falada, escrita e televisiva
T-Trazem campanhas, educativas significativas,
A-Apesar da sociedade, ainda discriminar, na
I-Ignorância do saber teórico e estigmatizar
S-Sem razão, os fatos-fenômenos psiquiátricos.
-
Belo Horizonte, 30 de março de 2009.
-
http://www.recantodasletras.com.br/acrosticos/1511909
-//-
2309- FOBIA SOCIAL E DEPRESSÃO

Acróstico-psicológico-conceitual
Por Sílvia Araújo Motta

F-Fobia Social é o medo patológico
O-Objetivamente, de agir de forma errada,
B-Básica, à frente de situações sociais.
I-Isolamento social é resultado extremo,
A-Apresentado pela inibição exagerada.
 -
S-Sensação desagradável de apreensão leva
O-O indivíduo à ansiedade anormal,
C-Caracterizada pelo medo das respostas,
I-Inadequadas e até mesmo ridículas.
A-Alta freqüência de depressão está
L-Ligada aos pacientes fóbicos sociais.
 -
E-Existência de comordidade traz
......................implicações clínicas:
 -
D-Diagnóstico, tratamento e prognóstico
E-E também implicações científicas.
P-Pode-se afirmar que pacientes deprimidos
R-Restringem suas atividades sociais
E-E perdem interesse, prazer e disposição.
S-São distintas as alterações entre a Fobia
S-Social e a Depressão.São transtornos variantes
Ã-Aliados à mesma “causa” psiquiátrica:
O-Os diagnósticos freqüentes exigem atenção.
-
Belo Horizonte, 30 de março de 2009.
-
2310-DEPRESSÃO E ANSIEDADE

Acróstico-psicológico-conceitual
Por Sílvia Araújo Motta

D-DEPRESSÃO ocorre com frequência
E-Em significativas amostras clínicas  de
P-Pacientes com transtornos de ansiedade,
R-Registros feitos por David Harrisson Barlow,
E-Estudioso sobre Nosologia de Ansiedade:
S-Sérios transtornos de alteração de Humor,
S-Seguidos ou não de Pânico e aspectos
Ã-Afetivos e Cognitivos de Ansiedade,
O-Os seus Programas uniram especialistas,
 -
E-Em busca de alívio para o sofrimento humano.
 -
A-Ansiedade traz comportamentos indesejáveis
N-Nos componentes psicológicos e fisiológicos:
S-Sensações de antecipação, medo, apreensão,
I-Inaceitável excesso de excitação ilógica,
E-E torna a reatividade pessoal autônoma.
D-Diversas manifestações estão correlatas:
A-Apresentam sintomas depressivos
D-Definidos: “Quanto maior a ansiedade
E-É tanto maior a evidência de depressão.”
-
Belo Horizonte, 30 de março de 2009.
-//-
2311-TRANSTORNO BIPOLAR DO HUMOR

Acróstico-psicológico-conceitual
Por Sílvia Araújo Motta

T-Transtorno Bipolar do Humor (TBH/THB))
R-Revela o mesmo Transtorno Afetivo Bipolar (TAB):
A-Antes ...“Psicose-Maníaco-Depressiva”(PMD)
N-No passado, recebeu esta terminologia. Pode durar
S-Semanas, meses, dias, anos ou até mesmo
T-Tempo indeterminado com “manias” repetitivas,
O-Ou episódios resultantes da DEPRESSÃO,
R-Referentes aos fatores biológicos anormais,
N-Neurotransmissores,  genéticos, sociais,
O-Ou psicológicos diagnosticados e outros.
 -
B-Bem definido na história da PSIQUIATRIA,
I-Identifica a forma típica: “Euforia-Depressão”
P-Permite diagnóstico precoce e confiável;
O-Obviamente, o paciente que está deprimido,
L-Logo manifesta sintomas do humor depressivo:
A-Angústia, tristeza, vazio, desesperança, desânimo,
R-Revela a sensação conhecida como “baixo-astral.”
 -
D-Divergem as opiniões, mas na LITERATURA,
O-Os dados já registram que fenômenos psicóticos:
 -
H-Hoje:TBH/TAB prevalescem igualmente entre
U-Um grupo de crianças e de adolescentes...
M-Manifestação nos adultos, é diferente!
O-O advento das neurociências traz avanços,
R-Reformulando dados com calorosos debates!
-
In:
The Bipolar Child: The Definitive and Reassuring Guide to Childhood's Most Misunderstood Disorder -- Third Edition (Paperback)
by Demitri Md Papolos (Author), Janice Papolos (Author)
---***---

Nota:
O médico e professor de Psiquiatria na Universidade de São Paulo, Valentim Gentil Filho, alerta para a observação dos pais.
Seu filho:

1- Fica aflito demais quando separado da família;
2- Demonstra ansiedade ou preocupação excessiva;
3- Tem dificuldade para levantar-se pela manhã;
4- Fica hiperativo e excitável à tarde;
5- Tem sono agitado ou dificuldade para conciliar o sono;
6- Tem terror noturno ou acorda muitas vezes no meio da noite;
7- Não consegue concentrar-se na escola;
8- Tem caligrafia pobre;
9- Tem dificuldade em organizar tarefas;
10- Tem dificuldade em fazer transições;
11- Reclama de sentir-se aborrecido;
12- Tem muitas idéias ao mesmo tempo;
13- É muito intuitivo ou muito criativo;
14- Distrai-se facilmente com estímulos externos;
15- Tem períodos em que fala excessiva e muito rapidamente;
16- É voluntarioso e recusa-se a ser subordinado;
17- Manifesta períodos de extrema hiperatividade;
18- Tem mudanças de humor bruscas e rápidas;
19- Tem estados de humor irritável;
20- Tem estados de humor vertiginosamente alegres ou tolos;
21- Tem idéias exageradas sobre si mesmo ou suas habilidades;
22- Exibe um comportamento sexual inapropriado;
23- Sente-se facilmente criticado ou rejeitado;
24- Tem pouca iniciativa;
25- Tem períodos de pouca energia, ou alheamento, ou se isola;
26- Tem períodos de dúvida sobre si mesmo ou de baixa estima;
27- Não tolera demoras ou atrasos;
28- Persegue obstinadamente suas próprias necessidades;
29- Discute com adultos ou é mandão;
30- Desafia ou se recusa a cumprir regras;
31- Culpa os outros por seus erros;
32- Enerva-se facilmente quando as pessoas impõem limites;
33- Mente para evitar as conseqüências de seus atos;
34- Tem acessos de raiva ou fúria explosivos e prolongados;
35- Tem destruído bens intencionalmente;
36- Insulta cruelmente com raiva;
37- Calmamente faz ameaças contra outros ou contra si mesmo;
38- Já fez claras ameaças de suicídio;
39- É fascinado por sangue ou coágulos;
40- Já viu ou ouviu alucinações.
-
*
Atenção:
Se você assinalar mais de 20 itens, seu filho deveria ser examinado por um profissional da área.
*Possibilidades de tratamento
“Tratar crianças com transtorno bipolar não é fácil, mas, atualmente, pelo menos é possível. O primeiro passo, em geral, é prescrever medicamentos. Depois vem o acompanhamento com psicólogos, a psicoterapia individual, a terapia familiar e as mudanças no estilo de vida.”
Fonte:
http://drauziovarella.ig.com.br/entrevistas/teste_valentim.asp

---***---