sábado, 25 de julho de 2015

Falácias da Vida Humana (VII) - Cinismo!... Atitude Padrão – Klinger Sobreira de Almeida-Ver acróstico de Sílvia Araújo Motta

-

À guisa de introdução:


“Na sequência das falácias da vida humana, envio-lhe, à apreciação, o tema VII, versando sobre o cinismo como padrão de atitude,  que pode desembocar na Cultura da Razão Cínica.
Tenho compartilhado estas reflexões com pessoas de todo o Brasil, e recebo muitos feedbacks – uns, concordando integralmente; outros, fazendo restrições a alguns enfoques de cunho metafísico. Na linha que adoto – é do entrechoque de ideias que nasce a luz – recepciono, com satisfação e humildade, o contraditório que me abre horizontes,  mesmo não acolhendo determinados pontos de vista lastreados em crença ou religião. Nessa orientação, alguns leitores me sugerem que os temas poderiam ser abordados de maneira mais ampla, explorando todos os ângulos da questão. Justifico, então: Todos os temas poderiam constituir um longo ensaio, ou até um livro de especulação na seara filosófica como, por exemplo, o Ter e o Ser. Contudo, não obstante minha tendência meio compulsiva de prolixidade na escrita, eduquei-me na busca de um estilo mais conciso e sintético:  trechos breves, contendo as linhas mestras e o essencial do pensamento. Creio que, com isto, a leitura se torna mais fácil, e abre  campo para o leitor, que compartilha meus textos de reflexão,  possa interpretá-lo extensivamente, dissecá-lo, visualizar vertentes diferentes, desdobrá-lo,  e até enriquecê-lo com comentários – o que tem ocorrido com frequência. No tema VII, levanto um conceito – a Cultura da Razão Cínica - a meu ver, palpitante para a realidade atual. Caso algum leitor queira avançar, recomendo a leitura das obras do pensador Jurandir Freire Costa, em particular - Narcisismo em Tempos Sombrios – ensaio que compõe a coletânea Percursos na História da Psicanálise. Para aprofundar, a obra Crítica da Razão Cínica, de Peter Sloterdijk.
Com estas considerações preliminares ao tema, agradeço a todos que me privilegiam como leitores ativos e/ou interativos.”
-

Falácias da Vida Humana (VII)
- Cinismo!... Atitude Padrão –
Klinger Sobreira de Almeida

Atitude é inerente ao indivíduo – a maneira como ele se relaciona com a vida social e, também, como se conduz no que tange a si mesmo.
Cinismo é desvio moral de atitude – adoção de padrões aéticos: escamotear a verdade, falsear, mentir, dissimular, enganar, corromper-se, iludir-se, ser hipócrita. O cínico, infringindo a norma – por compulsão, ou prazer, ou visando enriquecimento ilícito – julga-se o mais sagaz. Crê-se acima dos que a cumprem; para ele, tolos.
O normal na vida social, ou na conduta pessoal, é a atitude ética. Esta, compondo o caldo cultural da sociedade, deve ser dominante. O cinismo – fruto da confusão psíquica de alguns, até por razões patológicas – constitui exceção.
Numa visão ligeira, vejamos o que aflora no Brasil contemporâneo em termos de conduta geral. Só poucos exemplos: (1) o lixo se espalha pelas vias públicas e terrenos baldios; (2) vândalos detonam os equipamentos públicos; (3) motoristas ignoram, salvo diante da fiscalização, as regras de trânsito; (4) não só os comuns, mas alguns ícones da política ou do mundo social, apesar da lei, grassa no meio político, com desculpas esfarrapadas; (6) as licitações públicas, impulsionadas pela propina, tornaram-se risíveis; (7) o erário público, os orçamentos de obras e o patrimônio das fundações e estatais, no estranho conluio de políticos, dirigentes e empresários, são saqueados sem dó nem piedade (8) a indústria frauda produtos, inclusive medicamentos, e o comércio lhe segue. Do micro ao macro, prospera o cinismo, cujo auge é a corrupção enrustida.
Diante do quadro espúrio, um perigo ronda a pátria: a atitude cínica, de tanto se alastrar, hbebem e dirigem, e, com argumentos pífios, recusam-se ao teste do bafômetro; (5) o nepotismo, orizontal e verticalmente, pode se tornar paradigma de conduta. Se isto acontecer, a nação, para vergonha internacional, estará erigindo como seu pano de fundo a Cultura da Razão Cínica - expressão cunhada pelos pensadores Peter Sloterdijk e Jurandir F. Costa, e consagrada no JB de 21Mai88, artigo de José Castelo – que retrata o estado de descalabro ético. O que fazer, então, para evitar o mal? Vamos a S. Agostinho - “A Esperança tem duas filhas lindas: a Indignação e a Coragem. A Indignação nos ensina a não aceitar as coisas como estão. A Coragem, a mudá-las”.
Com efeito, o repúdio já se iniciou: a reação está deflagrada. Polícia Federal, Ministério Público, Justiça Federal e STF vêm desafivelando as máscaras dos cínicos, apertando o cerco, manietando os corruptos (Estes resistem e tentam inverter a situação! Agitam-se e posam de inocentes!). O exemplo repressivo nos de cima, por seus efeitos pedagógicos, certamente inibirá os de baixo. Cabe-nos, agora, por todos os meios lícitos, apoiar essa ação saneadora e, em especial, estabelecer uma couraça de proteção ao “ponta de vanguarda”: o íntegro e corajoso Juiz Sérgio Moro.
É dever de todos os cidadãos de bem, que é a maioria da nação, impedir que esta falácia – Cinismo!...Atitude Padrão – venha a se impor como valor. Eis o caminho: Educar as crianças e os jovens, nos lares e nas escolas, abrindo-lhes os horizontes da ética e garantindo, no presente, os alicerces morais do porvir. O exemplo é fundamental!
Abaixo a Cultura da Razão Cínica!

 
-
 6128-CINISMO É DESVIO MORAL DE ATITUDE
-
Acróstico-reflexivo nº 6128
Por Silvia Araújo Motta/BH/MG/Brasil
Comentando Falácias da Vida Humana VII
CINISMO - Atitude Padrão
Autor: Klinger Sobreira de Almeida
-
C-Cabe ao cidadão de bem
I-Impedir que esta falácia
N-Nasça no presente e cresça
I-Iludindo a todos com audácia;
S-Sociedade deve garantir padrões
M-Morais do porvir, desde a infância...
O-O Cinismo causa indignação.
 -
É-É da Família, Escola e Educação
 -
D-Dever de abrir os horizontes da
E-Ética, com efeitos pedagógicos,
S-Sociais, por meio de atos lícitos;
V-Valorizar a Coragem de líderes,
I-Importante busca da Verdade...
O-O valor da Vontade dos eleitos.
 -
M-Máscaras enganam os outros.
O-O cínico infringe as Normas, por
R-Razões diversas e até patológicas.
A-Confusão psíquica de alguns
L -Levam a pensar na conduta geral.
D-Diante do quadro espúrio
E-É uma vergonha para a Nação.
 -
A-A Cultura da Razão Cínica
T-Trata da reação coletiva:
I-Indivíduos invertem a situação
T-Trazem o caminho da corrupção:
U-Um perigo contrário à postura
D-Digna da pessoa íntegra!
E-Esperança é o que nos recomenda
---Santo Agostinho!---
-
Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil.
-
http://www.recantodasletras.com.br/acrosticos/5613344




-