sábado, 25 de julho de 2015

Falácias de Vida Humana (IV) - Detentor do Poder... Dono da Verdade!... – Klinger Sobreira de Almeida-O PODER É TRANSITÓRIO E FUGAZ - Acróstico-reflexivo nº 6004 por Silvia Araújo Motta/BH/MG/Brasil

-
Falácias de Vida Humana (IV)
- Detentor do Poder... Dono da Verdade!... –
Klinger Sobreira de Almeida*
Dois vetores, que se encontram num ponto da trajetória cósmica, balizam a evolução espiritual do Ser Humano: O vetor conhecimento, de ordem intelectual; e o consciencial, de ordem moral. Naquele, a evolução tem sido fabulosa; neste, a progressão lenta e incipiente, ainda rasteja. A humanidade, mais de sete bilhões de seres, é presa, em sua maioria, pelo egoísmo. O mais forte e abastado continua pisoteando o próximo.  Matando de forma bárbara. Roubando. Fraudando...
Há quase três mil anos, o sábio chinês – Yang Tschou – alinhou, dentre as quatro coisas que escravizam o homem, o PODER, ou a cobiça por cargos e títulos.
Poder, num enfoque bem linear, é ostentar condições institucionais, funcionais  e/ou hierárquicas  para formular diretrizes e planos, ordenar, mandar fazer, movimentar pessoas e recursos, aprovar, controlar, premiar, sancionar .... Exerce-se, direta ou indiretamente, sobre pessoas. E decorre de fatores diversos: políticos, econômicos, religiosos, hereditários, legais, costumes, protecionismos etc.
O poder, concedido a uma pessoa, não lhe é imanente; ao contrário:  transitório e fugaz. O detentor do poder não “é” o poder; “está” no poder. Porém! Qualquer que seja a esfera, o quanto é difícil esse entendimento aos indivíduos de baixo nível consciencial. Estes, ascendendo ao patamar do poder, inebriam-se, são “mordidos pela mosca azul” e, então, julgam-se mais fortes, mais sábios e acima dos mortais comuns.
Na seara do macro-poder, encontramos os ditadores de alguns países latino-americanos, africanos e asiáticos, que se consideram a encarnação do poder. Aqui, no rés do chão, deparamo-nos como muitos “tiranetes de aldeia”, que empolgam cargos políticos, diretorias de organizações, chefias burocráticas, gerências, supervisões etc. E o pior: o ocupante do poder - dependendo de sua força, do ânimo para eternizar e da lábia em iludir - encontra os áulicos que o rodeiam, que formam uma corrente instransponível, e o incensam.  Via de regra, esses infelizes detentores fugazes do poder, inebriados, ou até enlouquecidos, passam a praticar violência contra aqueles que ousam contrariá-los e se julgam, no mínimo, DONOS DA VERDADE. E nessa veleidade tola, sua roda aplaude, levanta loas: - “V. Excia é sábio; sempre acha a melhor decisão;  escolhe o caminho da felicidade...”. O idiota, fantasiado e iludido, acredita-se o suprassumo da sabedoria, e sua falácia prossegue até que, em determinado tempo – e isto é infalível! – o poder lhe esvai, e sua miragem interior se desmorona.
O poder, que encerra perigosa armadilha, é concedido à pessoa como prova e ônus. É dádiva que emerge, ao longo da travessia humana, para o exercício do amor; semeadura da boa semente; promoção da dignidade humana e do bem-comum. É, portanto, se bem usado, instrumento de ascensão espiritual. Esta compreensão, todavia, só é assimilada por aqueles que alcançaram, além do conhecimento, um elevado nível consciencial. Enquanto isto, a humanidade há de conviver - e penar! - com os tiranos e tiranetes (Donos da Verdade), e seus áulicos.
*Militar Ref./PMMG, escritor, membro da Academia de Letra João Guimarães Rosa.


-


O PODER É TRANSITÓRIO E FUGAZ
-
Acróstico-reflexivo nº 6004
por Silvia Araújo Motta/BH/MG/Brasil
-
O-O ser humano tem dois vetores
 -
P-Pontuados na trajetória cósmica:de
O-Ordem intelectual-Vetor Conhecimento e
D-De Ordem moral-Vetor Consciencial.
E-Estar no Poder, pode inebriar seu detentor,
R-Razão, que o leva ao egoísmo e violência;
 -
É-É nessa hora que a falácia aparece e
 -
T-Traz o desmoronamento do que se esvai;
R-Rodeado de áulicos que produzem ilusão,
A-Ao ponto de formarem a corrente da força,
N-Na prática da violência contra os que
S-São contrários às determinações feitas;
I-Iludidos e empolgados os Donos da Verdade
T-Tornam-se enlouquecidos e reconhecidos:
Ó-Os loucos DITADORES, são encarnados na
R-REALIDADE, são cegos, idiotas, tolos e...
I-Infalíveis no autoconceito sentem-se aplaudidos;
O-O { PODER que encerra perigosa armadilha
 -
E-É concedido à pessoa como prova e ônus... }
 -
F-Finalmente, se bem usado, o PODER pode ser
U-Um instrumento para {promover o bem-comum}
G-Garantir a { promoção da Dignidade Humana. }
A-Ascensão Espiritual requer {além do Conhecimento}
Z-Zelosa assimilação pelo {elevado nível Consciencial}
-
Belo Horizonte, domingo, 26 de julho de 2015.
Dia dos Avós!
Festa aos Avós de Jesus Cristo:Joaquim e Santa Anna.
-
http://www.recantodasletras.com.br/acrosticos/5324053

-