quinta-feira, 20 de agosto de 2015

FOTOPOEMAS-EXPOSIÇÃO NO RIO DE JANEIRO-DIA 20 DE AGOSTO DE 2015-QUINTA-FEIRA-15horas

-


Encontro de Poesia e Exposição de FOTOPOEMAS

                  Homenagem a Poeta e escritora

                             ASDRID CABRAL

Coordenação de Lydia sSimonato e Larissa Loretti


                          Biblioteca de Botafogo

                    Dia 20 de agosto de 2015 às 15horas
------------------------------------*----------------------------------


Biografia ASTRID CABRAL FÉLIX DE SOUSA

ASTRID CABRAL FÉLIX DE SOUSA nasceu a 25/09/36 em Manaus, AM, onde fez os primeiros estudos e integrou o movimento renovador Clube da Madrugada. Adolescente ainda transferiu-se para o Rio de Janeiro, diplomando-se em Letras Neolatinas na atual UFRJ, e mais tarde como professora de inglês pelo IBEU. 

Lecionou língua e literatura no ensino médio e na Universidade de Brasília, onde integrou a primeira turma de docentes saindo em 1965 em consequência do golpe militar. 

Em 1968 ingressou por concurso no Itamaraty, tendo servido como Oficial de Chancelaria em Brasília, Beirute, Rio e Chicago. Com a anistia, em 1988 foi reintegrada à UnB. 

Ao longo de sua vida profissional desempenhou os mais variados trabalhos, fora e dentro da área cultural. 

Detentora de importantes prêmios, participa de numerosas antologias no Brasil e no exterior. Colabora com assiduidade em jornais e revistas especializadas. Viúva do poeta Afonso Félix de Sousa, é mãe de cinco filhos.


Obra poética:

  • Ponto de cruz. Cátedra, Rio de Janeiro, 1979.
  • Torna-viagem. Pirata, Recife, 1981.
  • Lição de Alice. Philobiblion, Rio de Janeiro, 1986.
  • Visgo da terra. Edição Puxirum, Manaus, 1986.
  • Rês desgarrada. Thesaurus, Brasília, 1994.
  • De déu em déu. Sette Letras/Biblioteca Nacional, Rio de Janeiro, 1998.
  • Intramuros. Secretaria de Cultura do Paraná, Curitiba, 1998
  • Rasos d’água. Secretaria de Cultura do Amazonas/Valer, Manaus, 2003.
                                                               ASTRID CABRAL
FONTE:
http://www.jornaldepoesia.jor.br/astridcabral.html