domingo, 17 de abril de 2016

17 de abril de 2016 em Brasília-VOTAÇÃO e MOVIMENTAÇÃO

Palácios da Alvorada e Jaburu têm forte movimentação antes da votação

Renan Xavier - O Globo
-
BRASÍLIA - Os palácios da Alvorada e do Jaburu recebem forte movimentação desde o início da manhã deste domingo. Deputados, ministros e governadores se reúnem a todo momento com a presidente da república, Dilma Rousseff, e o vice, Michel Temer. 

O maior trânsito, porém, é em direção ao Jaburu. Temer recebeu a visita, principalmente de deputados já declarados favoráveis ao impeachment da presidente. Enquanto isso, a presidente Dilma recebeu no Alvorada os ministros da ciência e tecnologia, Celso Pansera (PMDB-RJ); da agricultura, Kátia Abreu (PMDB-TO); e da Saúde, Marcelo Castro (PMDB-PI), além dos governadores do Piauí, Wellington Dias (PT); de Sergipe, Jackson Barbosa (PMDB); e do Acre, Tião Viana (PT).

O deputado Carlos Marun (PMDB/MS) afirmou que Temer já não se reune com o objetivo de contar votos. Segundo Marun, a oposição já tem o apoio de mais de 370 deputados.

— Alguns deputados e amigos estão simplesmente desejando um bom dia. Nosso presidente está tranquilo, mas consciente da responsabilidade de que daqui alguns dias terá que administrar o país, não mais que isso. Temos uma concreta confiança de que o resultado já está consolidado. Vamos ter mais de 370 votos favoráveis ao impeachment - declarou.
O deputado Mauro Pereira (PMDB-RS), que também esteve no Jaburu, declarou que a maior preocupação de Temer, no momento, é o que ele chama de 'pós-eleição'.

— Ele está confiante em nós, não só no PMDB, mas de todos os partidos que estão ajudando ele. A preocupação dele é hoje e no pós-eleição. Ainda tem o Senado e dar uma resposta à sociedade brasileira - afirmou.
O deputado Danilo Forte (PSB-CE) também visitou o vice-presidente e disse que Temer está confiante no trabalho da oposição na Câmara.

— Sem sombra de dúvida, o presidente Michel Temer é um aglutinador é um político capaz, experiente e todos encontram nele um conforto, aconchego e uma alegria de poder contar com uma pessoa capaz de fazer o Brasil se reencontrar — disse Forte.
O deputado Silvio Costa (PTdoB-PE), aliado de Dilma, afirmou que conseguiu converter, ao menos, 12 votos do PP para se posicionarem contra o impeachment. A reunião, segundo Costa, foi no apartamento do vice-presidente da Câmara, Waldir Maranhão (MA).

— Acebei de vir de uma reunião com doze deputados do PP. Estão firmes, batido o martelo com o governo. Isso é terrorismo desses irresponsáveis da oposição, desse homem que está rasgando a história, esse Michel Temer de quem eu tenho nojo — declarou.
Sobre a especulação de que o Maranhão teria mudado de posicionamento em relação ao processo de impeachment, Costa disse que o vice-presidente da Câmara não seria indecente com o governo.

— Waldir Maranhão é um homem de bem. É um homem decente daquela casa. Nós vamos ganhar - completou.
(*Estagiário sob supervisão de Paulo Celso Pereira)