segunda-feira, 8 de agosto de 2016

6131-SONETO À VERDADE- (XXI da Série) HUMILDADE ABRE PORTAS - Noneto-Poético-Teatral Nº 47-Soneto-nº 6.131-Refletindo com KLinger Sobreira de Almeida

-


REFLEXÃO:
RASTREANDO A VERDADE XXI-
TEMA: HUMILDADE - Plataforma de Elevação-

Prezados Confrades e Confreiras,
Eis o tema XXI - HUMILDADE  -Plataforma de Elevação – que ora lhes submeto à apreciação.

Saudações Acadêmicas,
Klinger Sobreira de Almeida
Membro Fundador ALJGR/PMMG e, correspondente, Academia Valadarense de Letras
-
Rastreando a Verdade (XXI)
HUMILDADE→Plataforma de Elevação
“A humildade é a única base sólida de todas as virtudes.” (Confúcio)
 As virtudes – valores qualitativos de ordem ético-moral: altruísmo, coragem, honestidade, temperança, perseverança, serenidade, humildade... – conformam, idealmente, a personalidade. Todavia, entre o ideal e o real, há um gap imenso, consequência das imperfeições de uma humanidade, cuja maioria se atrela ao Ter em detrimento do Ser. Nessa tessitura, o homem deixa-se levar pelo egoísmo, inebria-se com as ilusórias atrações mundanas, e escraviza-se aos valores negativos.
No contexto da humanidade – 7,2 bilhões – os virtuosos plenos, aqueles que alcançaram elevado nível consciencial, existem, mas são poucos. Se nos detivermos no quadro de crueldades, opressões, estelionatos, corrupções e injustiças do cotidiano, constataremos, no polo oposto, uma horda considerável de viciosos de toda a espécie. No entremeio, em diferentes graus, a maioria caminha, erradicando lentamente os vícios, rumo à virtude, conditio sine qua non da trajetória evolutiva. Nesta ascensão, uma virtude assume posição de vanguarda; representa o alicerce sobre o qual se erguem as vigas do templo: a HUMILDADE. Ausente esta, o templo da virtude, mesmo atingindo o ápice da glória em situações mundanas, não se sustenta, esboroa-se.
Humildade – defluente do Amor – é estágio de acentuada elevação consciencial. O viajor terrestre, alcançando-o, avança além do ego-vulgar e promove a derrocada de seus filhotes: orgulho, vaidade, soberba, arrogância, truculência, inveja, ódio... Em sua meta de Ser, despoja-se dos supérfluos ilusórios e atrai para si a luz perene. O ego – inserto no Eu Superior, e por ele guiado – jamais se infla.
Todos que, na travessia terrena, chegaram à plenitude do êxito, quaisquer que tenham sido seus campos de atuação, caracterizaram-se pela humildade. Foram fortes moralmente e respeitados, mostraram sabedoria e exerceram liderança. E obtiveram o reconhecimento da história.
O Mestre Jesus Cristo, na síntese de abertura do majestoso Sermão do Monte, enuncia: “Bem-aventurados os humildes porque deles é o reino dos céus”. E esta foi a diretriz da Boa Nova, igualmente esposada por paladinos do pensamento, conforme se  vê nesta amostragem exemplificativa – Santo Agostinho: “Observa a árvore. A fim de crescer para cima, primeiro cresce para baixo. Primeiro finca sua raiz na humildade da terra para depois lançar seus galhos ao alto céu”; Rabindranath Tagore: “Quanto maiores somos em humildade, tanto mais próximos estamos da grandeza”; Ernest Hemingway: “O segredo da sabedoria, do poder e do conhecimento é a humildade”;  Miguel de Cervantes: “A humildade é a base e o fundamento de todas as virtudes e sem ela não há nenhuma que o seja”; T. S. Eliot: “A única sabedoria que uma pessoa pode esperar adquirir é a sabedoria da humildade”;  São Tomás de Aquino: “A humildade é o primeiro degrau para a sabedoria”; São Francisco de Assis: “A humildade é a chave que abre todas as portas”...
Diante de tudo e do testemunho da história não há como deixar de reconhecer o papel fundamental e insubstituível da humildade na ascensão humana. Sem esta o homem patina, tenta, mas não alça voo. É uma ave de asas quebradas.
Assim, no decurso do processo evolutivo, mais uma verdade cediça: a HUMILDADE → Plataforma de Elevação da Alma.
Klinger Sobreira de Almeida – Cel. Ref./Membro Fundador ALJGR/PMMG

6131-SONETO À VERDADE- (XXI da Série) HUMILDADE ABRE PORTAS
-
Noneto-Poético-Teatral Nº 47-Soneto-nº 6.131
Intervenção-interpretativa da Reflexão de
Klinger Sobreira de Almeida/ALJGR/PMMG.
Por Sílvia Araújo Motta/BH/MG/Brasil (*)
Árcade-Parceira-Assessora na ALJGR/PMMG.
-
A diretriz da Boa Nova alerta
para a lição:_Sermão do Monte traz,
na plataforma humana a porta aberta,
onde HUMILDADE berço firme faz.
-
Na elevação do ego, trilha certa,
na alma da gente alcança AMOR e PAZ:
_Porto seguro sem ilusão incerta,
que um viajor,  o mal total desfaz.
-
Entre as Virtudes, colhe seu produto;
sem ter vaidade, vê:_Raiz é plena;
árvore útil, doa ao Ser, seu fruto.
-
Construção forte, não tem vigas tortas;
sólida base atrai a Luz serena:
_Humildade é a chave que abre portas.
-
Belo Horizonte, agosto de 2016.
http://www.recantodasletras.com.br/sonetos/5620449
-
(*)Soneto-Clássico-sáfico-heroico; com sílabas fortes//
na 4ª, 6ª, 8ª; 10ª sílabas - Rimas: ABAB, ABAB,CDC, EDE;
Noneto com 9 solos: jogral-teatral-toante-cantante-poético:
CORO:Rimas: AACEE-somente uma voz, apenas com 5 instrumentos musicais.
SOLOS: Rimas: BAB-BAB-DC-D-9 vozes acompanhadas por solos de instrumentos musicais.
(Noneto musical criado por Villa Lobos)
(Noneto poético recriado por Silvia Araújo Motta)
Mensagem conclusiva no 14º Verso( Último do segundo terceto).
-
http://www.recantodasletras.com.br/sonetos/5620449
----------------------------------------
6164-TROVAS de nº 2.160 a 2.169
Tema-HUMILDADE-Por Sílvia Araújo Motta ALJGR/PMMG-BH-MG-Brasil
-
TROVA nº 2.160
Querer servir com HUMILDADE
pode parecer fraqueza,
mas a espontânea verdade
revela força e grandeza.
Sílvia Araújo Motta/BH/MG/Brasil.
-
TROVA nº 2.161
HUMILDADE é um estágio
ao EU Superconsciente,
paciência não é ágil,
mas é luz incandescente.
Sílvia Araújo Motta/BH/MG/Brasil.
-
TROVA nº 2.162
A HUMILDE atuação
é defluente do AMOR;
estágio de elevação
do terrestre viajor.
Sílvia Araújo Motta/BH/MG/Brasil.
-
TROVA nº 2.163
Semente cresce a raiz
é na HUMILDADE da terra,
aos céus, sua flor bendiz,
amor que ascensão encerra.
Sílvia Araújo Motta/BH/MG/Brasil.
-
TROVA nº 2.164
A grandeza da HUMILDADE
demonstra sabedoria,
grau de superioridade
à cósmica travessia.
Sílvia Araújo Motta/BH/MG/Brasil.
-
TROVA nº 2.165
A HUMILDADE é um alicerce
para o TEMPLO da virtude,
o Reino dos céus merece
quem com o mal nunca se ilude.
Sílvia Araújo Motta/BH/MG/Brasil.
-
TROVA nº 2.166
O papel fundamental
para uma ascensão humana,
entre o ideal e o real
na HUMILDADE o Bem emana.
Sílvia Araújo Motta/BH/MG/Brasil.
-
TROVA nº 2.167
É uma prova de HUMILDADE
a todos fazer o Bem;
praticar a Caridade
e não contar a ninguém.
Sílvia Araújo Motta/BH/MG/Brasil.
-
TROVA nº 2.168
Um simples e HUMILDE gesto
traz sempre brilho no olhar,
vale a pena ser modesto,
no silencioso doar.
Sílvia Araújo Motta/BH/MG/Brasil.
-
TROVA nº 2.169
Gente HUMILDE me seduz!
Detesto o Ser orgulhoso
porque caminha sem luz,
pratica o mal; é invejoso.
Sílvia Araújo Motta/BH/MG/Brasil.
-
Belo Horizonte, 9 de agosto de 2016.
http://www.recantodasletras.com.br/trovas/5723009