terça-feira, 21 de março de 2017

6309-SONETO À VERDADE XXXIV-SUBSTÂNCIA X CIRCUNSTÂNCIA - Noneto-Poético-Teatral Nº 66-Soneto nº 6.309- Por Sílvia Araújo Motta/BH/MG/Brasil (*)-Interação-interpretativa da reflexão de Klinger Sobreira de Almeida

-
6309-SONETO À VERDADE XXXIV-SUBSTÂNCIA X CIRCUNSTÂNCIA
-
Noneto-Poético-Teatral Nº 66-Soneto nº 6.309-
Por Sílvia Araújo Motta/BH/MG/Brasil (*)
Interação-interpretativa da reflexão de
Klinger Sobreira de Almeida:
(Tema: XXXIV O SER-Substância Primaz: Essência  )
-
Com livre-arbítrio, o ser humano vence
as circunstâncias, tudo, todos fatos,
porque o cinismo frágil não convence:
-A substância nutre os mais sensatos.
-
Embora, contra autores, há quem pense:
_A corrupção avança e prova os atos;
Homens de Bem trabalham sem suspense:
_É uma verdade clara, sem hiatos.
-
As circunstâncias surgem nesta terra:
_Não predominam! Creio no Eu Divino
Superior, que toda LUZ encerra.
-
Inteligente, age ao seu favor.
É o Construtor que muda seu destino.
O SER é essência da alma e tem valor.
-
Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil, 21 de março/2017.
http://www.recantodasletras.com.br/sonetos/5948071
-
http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com.br/2017/03/6309-soneto-verdade-xxxiv-substancia-x.htm

(*)Soneto-Clássico-sáfico- heroico; com sílabas fortes na 4ª, 6ª, 8ª; e 10ª sílabas - Rimas: ABAB, ABAB, CDC, EDE; Noneto com 9 solos: jogral-teatral-toante-cantante-poético: CORO:Rimas: AACEE-somente uma voz com apenas 5 instrumentos musicais . SOLOS: Rimas: BAB-BAB-DC-D-9 vozes acompanhadas por solos de instrumentos musicais. (Noneto musical criado por Villa Lobos). (Noneto poético recriado por Silvia Araújo Motta). Mensagem conclusiva no 14º Verso( Último do segundo terceto).
-

SUBSTÂNCIA X CIRCUNSTÂNCIA
-
Caros Confrades e Confreiras,
Entre o “erro” e a “verdade” há gradações. Muitas vezes, grandes filósofos dizem “verdades” que, no confronto do contraditório, mergulham na zona sombria do “erro”, ou oscilam num limbo cósmico. O tema XXXIV – O SER_ Substância Primaz: Essência – no seu rastreamento da “verdade”, contradiz um filósofo de renome.
Cordiais Saudações

Klinger Sobreira de Almeida – Militar Reformado
Membro Fundador-Efetivo da Academia de Letras João Guimarães Rosa
Membro Correspondente da Academia Valadarense de Letras.
-
Rastreando a Verdade (XXXIV)

O SER-Substância Primaz: Essência

 “O homem, graças ao seu livre-arbítrio, transcende as leis automáticas da natureza; pode produzir frutos bons tanto em tempo propício, quando rodeado de circunstâncias favoráveis, como também em tempo desfavorável, quando cercado de circunstâncias adversas...” – in Sabedoria das Parábolas/Huberto Rohden.

Substância! Não se coaduna com um entendimento vulgar ou um conceito superficial. Um alimento, vegetal ou animal, é coisa palpável, visível, que se ingere, mas seu poder nutritivo, atuante após um metabolismo interno, não se vê nem se percebe. O Jequitibá, frondoso e resistente aos mais violentos vendavais, não é o tronco, e sim, a seiva. Uma minúscula semente seria desprezível, no entanto, seu interior, inacessível ao nosso olhar, contém o gérmen que, lançado em terreno fértil, vai vicejar num arbusto imponente. Substância “É” a Essência que sustenta e dá dinâmica à Vida.

Circunstâncias! São situações, ou incidentes, ou fatos – naturais ou artificiais, abrangentes ou restritos, temporais ou espaciais, permanentes ou temporários – que rodeiam, afetam ou incidem sobre algo ou alguém. Exceto no tocante ao Ser Humano, o fator circunstancial avassala, favorável ou desfavoravelmente, a tudo e a todos.

O homem, além do fluido vital que o anima, é o único ser em que o princípio espiritual se individualiza e a inteligência fulgura. Nele, há o desabrochar da Alma em sua trajetória cósmica trazendo os potenciais divinos: Pensamento, Vontade e Livre-Arbítrio. A Alma é, pois, sua Substância Primaz: a Essência.

Assim, enquanto os outros seres vivos curvam-se, inapelavelmente, às circunstâncias, o homem, ao contrário, pode administrá-las, contorná-las, superá-las, e vencer, como pode também deixar-se subjugar, aceitar passivamente a derrota. Veja a propósito o tema XXIV: SER HUMANO-Construtor do Seu Destino.

Dentro da ótica espiritualista, a assertiva do renomado filósofo espanhol, Ortega Y Gasset – o homem é ele e suas circunstâncias – não merece acolhida. A história, com seus milhões de exemplos, repudia-na. Crianças, nascidas na sarjeta do crime ou da prostituição, tornaram-se respeitáveis homens de bem. Outras, vicejando na miserabilidade, cresceram no mundo social, econômico ou político, emergindo, muitos, como líderes incontestáveis e condutores de povos. Nações ou comunidades devastadas pela guerra, ou por fenômenos da natureza, reerguem-se dos escombros, pela força de vontade de seus habitantes, e retomam uma trajetória ascensional.

Por que alguns homens, comunidades, e povos conseguem administrar as circunstâncias adversas por mais sombrias ou catastróficas, ou aproveitar oportunidade de circunstâncias favoráveis? Por que outros, não?
1º: Porque, elevados consciencialmente, despertos à Substância de alto valor – a Essência da Alma – sabem que podem. Pensam e agem, utilizando o Livre-Arbítrio no rumo da luta construtiva. 2º: Há homens e povos que, infelizmente, vegetam como rebanhos. Vivem sob o guante de tiranos liberticidas, ou acostumam-se à “cultura da razão cínica”, campo propício à corrupção e desfibramento do caráter.

Em suma, no Ser Humano, ao longo da travessia terrena, a Substância predomina, e não, as Circunstâncias. Esta é a verdade cristalina.
Klinger Sobreira de Almeida – Mil. Ref./Membro Fundador/ALJGR/PMMG
-
http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com.br/2017/03/6309-soneto-verdade-xxxiv-substancia-x.html
-