quarta-feira, 21 de novembro de 2012

PARABÉNS PROFESSOR MAURO MORAIS PELA NOMEAÇÃO NA ALB-REGIÃO METROPOLITANA DE MINAS GERAIS.CONFIAMOS EM SEU TRABALHO PROFÍCUO


ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL / SECCIONAL RMBH
JÁ TEM INDICAÇÃO PARA PROF MAURO MORAIS-PRESIDENTE ESTADUAL
PARABÉNS!

-//-


NOTA:
Caríssimo Presidente,
Já viu que incluimos a MEDALHA DA PATRONA DA ANELCA EM NOSSO DIPLOMA DE HONRA AO MÉRITO?
Saudações Acadêmicas
Silvia Araújo Motta.



MENSAGEM DE 
DR MÁRIO CARABAJAL:
PRESIDENTE NACIONAL E INTERNACIONAL DA ALB

PARA:
MAURO JOSÉ DE MORAIS




Mário Lopes carabajalopes@gmail.com
para: MAURO JOSE DE MORAIS <profmauromorais@ig.com.br>
cco: clubedalinguaport@gmail.com
data: 18 de novembro de 2012 04:32
assunto: ALB/RMBH e ALB/PA


PARABÉNS PROFESSOR MAURO MORAIS PELA NOMEAÇÃO 
NA ALB-REGIÃO METROPOLITANA DE MINAS GERAIS.

CONFIAMOS EM SEU TRABALHO ACADÊMICO PROFÍCUO  
DE VALORIZAÇÃO AOS ESCRITORES  DE MINAS GERAIS.

UM GRANDE E FRATERNO ABRAÇO

SILVIA ARAÚJO MOTTA

PRESIDENTE - FUNDADORA DA ALB-MINAS GERAIS

CONTE COM A MINHA PEQUENA EXPERIÊNCIA
NA FUNDAÇÃO DA ALB-SEÇÃO MINAS GERAIS.


Meu nobre Confrade, Imortal Mauro José de Morais

As Seccionais da ALB de Regiões Metropolitanas estão ganhando força em nosso país. São Paulo já conta com 3 grandes polos. Minas Gerais, com sua iniciativa e nosso incondicional apoio, será o segundo Estado a trabalhar sob esta perspectiva congruencial, otimizando esforços. 


Por favor, de continuidade ao projeto. 
Informe, quando possível, o número de municípios da Região Metropolitana de Belo Horizonte e escritores a serem indicados presidentes municipais.

Transmita ao nobre escritor José Ribamar Gomes Oliveira o nosso carinho e agradecimento, por ver na ALB a possibilidade real de entidade nacional representativa dos escritores brasileiros. 


Isto, só possível e viabilizado por força dos frutos de ações expansionais deflagradas a partir de mentes visionárias, conscientes e consequentes, lançando as bases precursionais, sob o axiôma da cultura, de um novo Brasil.

O incondicional amigo está autorizado a tudo fazer em nome do desenvolvimento cultural brasileiro, deliberando em nome de nossa organização para somar às ações, profícuas e necessárias.

Por favor, envie cópia deste retorno ao Imortal escritor José Ribamar Gomes Oliveira.

Nomeio, a ambos Imortais, Mauro José de Morais e José Ribamar Gomes Oliveira, presidentes Pró-tempores, da ALB/MG - Região Metropolitana de Belo Horizonte e ALB/Pará, respectivamente.

O segundo, desde já confirmada. O primeiro, solicito à presidente no Estado de Minas Gerais, Fundadora e Executivo, pareceres corroborativos a confirmação do ato, se assim julgarem procedente.

Segue cópia também aos Membros do Conselho Superior da ALB, com solicitação de confirmação do Ato Supra.

Nobre Confrade Mauro José de Morais, não pare. Privilegie-nos com a instalação desta Seccional Metropolitana em Belo Horizonte. Os pareceres, certamente, serão pela continuidade, conheço as mentes abertas e progressistas de nossos Presidentes e Conselheiros.

Amigo Incondicional
Mário Carabajal
Presidência Nacional/ALB 



MENSAGEM DE MAURO JOSÉ DE MORAIS
AO DR MÁRIO CARABAJAL:
PRESIDENTE NACIONAL E INTERNACIONAL DA ALB:

Em 5 de novembro de 2012 14:17, MAURO JOSE DE MORAIS<profmauromorais@ig.com.br> escreveu:
Muito estimado Presidente da ALB Nacional,

O meu nome é Mauro José de Morais, sou Acadêmico da ALB/MG, cadeira nº 27  e estou muito animado para organização da ALB da Região Metropolitana da Grande Belo Horizonte. Já contei com muitos escritores e espero em 2013 começarmos as nossas atividades. Solicito do nobre Presidente a gentileza de me enviar uma cópia da ALB para que possa começar a estudar o modelo de Estatuto a ser seguido. Tenho me intitulado Fundador e Presidente da ALB-RMBH, necessito de sua autorização para continuar com este trabalho que iniciei.

Senhor Presidente, tenho alguns amigos do Estado do Pará, que desejam criar a ALB naquele estado, o Dr. José Ribamar Gomes Oliveira é um homem muito preparado e Presidente da Academia de Letras de Bragança - PA. Disseram pretender em julho de 2013, estar inaugurando a ALB naquele estado, claro com a autorização de V. Excia. Seria tão importante esta aprovação. A cidade de Bragança em julho de 2013, fará 400 anos. 

Estou lhe encaminhando em outro e-mail o pedido dos amigos paraenses, onde consta o endereço do Dr. José Ribamar.

Segue ainda, um convite do 13º aniversário da ANELCA, entidade que presido há 13 anos.

Sua presença seria um grande presente para todos nós.

Aguardando o parecer de V. Excia., renovamos protestos de estima e apreço.

Respeitosamente,



--
Mauro Morais
Presidente da Anelca e Acadêmico da ALB/MG - Cadeira nº 27  




---///---



Anelca comemora 13º aniversário em grande estilo com lançamento da 6ª Coletânea em Ribeirão das Neves-MG

 26/11/2012 - 17:03 hs

 A Academia Nevense de Letras, Ciências e Artes (ANELCA) celebrou no último sábado (24), no Auditório da Secretaria Municipal de Educação seu 13º aniversário. O evento contou com a participação de várias personalidades do mundo artístico e literário, e marcou a posse de novos acadêmicos e sócios. Além disso, houve uma homenagem aos acadêmicos, cidadãos nevenses e escritores, que receberam a medalha Ilka Maria Munhoz Gurgel.

O presidente da Anelca, Mauro Morais, destacou a visita de escritores de várias partes do país e o grande apoio que a entidade recebeu durante as comemorações.

"Ficamos muito satisfeitos com tudo, com a qualidade das apresentações. A festa do 13º aniversário veio como um presente muito bonito, por todos os presentes que são pessoas muito especiais, com gente de Belém do Pará e de várias cidades do interior", disse.

O presidente fez questão de agradecer o apoio dos alunos da E. E. Henrique de Souza Filho, do bairro San Genaro, participantes do Poupança Jovem, que fizeram o cerimonial.

Na ocasião, houve também o lançamento da 6ª Coletânea Anelca em Prosa e Verso, que reúne textos de 33 escritores.

De acordo com Silvio Cerceau, editor da Literato e responsável pela publicação, a Coletânea é uma mistura do padrão dos trabalhos já conhecidos da Academia e dos novos estilos acrescentados por novos autores. "São belos contos que remetem à nostalgia, dos acadêmicos e de vários convidados". De acordo com Silvio, a obra foi a única no Brasil a ser lançada nos formatos impresso e digital (e-Book), disponível no site www.anelca.com.br.

Silvio informou ainda que para 2013 estão previstas várias ações em conjuntos com a Anelca, incluindo cerca de 15 publicações e campanhas de incentivo à leitura nas escolas do município. Ainda segundo o editor, a Literato irá abrir um escritório editorial em Ribeirão das Neves para atender à crescente demanda de autores locais

 

  -//-

10/11/2010 09h20 - Atualizado em 02/03/2011 11h47

Anelca

ACADEMIA NEVENSE DE LETRAS, CIÊNCIAS E ARTES - ANELCA


Nasceu como ANEL - Academia Nevense de Letras, fundada em 02 de outubro de 1999, pelos escritores Mauro José de Morais, professor e poeta e, Maurílio Laureano da Silva, advogado, na cidade de Ribeirão das Neves - MG.

Começou a dar os seus primeiros passos através da adesão de diversos moradores do Município amantes da literatura, que já haviam produzido poemas, contos, romances, crônicas, frases, entre outros.

As primeiras reuniões foram no Salão Nobre da Câmara Municipal de Ribeirão das Neves, posteriormente, aconteceram no Espaço da Casa de Cultura de Neves, mas somente em junho de 2005, graças a um convênio firmado com a Prefeitura Municipal de Ribeirão das Neves, no qual ficou definido um espaço próprio para funcionamento da ANELCA, quando as reuniões passaram para o auditório da Casa dos Conselhos.

Inicialmente, a Academia possuía 40 (quarenta) cadeiras numeradas simbolicamente do nº 01 ao nº 40, ocupadas por escritores residentes em Ribeirão das Neves ou que tivessem vínculo profissional com o Município, mais tarde foi elevada para 100 (cem) cadeiras, do nº 41 ao nº 70 que passaram a ser ocupadas por cientistas nevenses, e do n º 71 ao n º 100, por artistas municipais, passando a denominação de ANELCA - Academia Nevense de Letras, Ciências e Artes.

A Patrona oficial da ANELCA é a Sra. Ilka Maria Munhoz Gurgel, educadora falecida, que deixou uma rica contribuição social, educacional e cultural a este Município.

As cadeiras possuem, além de seus Acadêmicos Titulares, aprovados em reuniões para este fim, um (a) patrono (a) e um (a) homenageado (a) nevense, procurando assim evidenciar e valorizar os escritores nacionais e os moradores do Município que colaboraram para o desenvolvimento de Ribeirão das Neves. Temos ainda Sócios Honorários, Beneméritos e Correspondentes, em diversos Municípios e estados brasileiros.

A ANEL, atual ANELCA, já elegeu 5 (cinco) diretorias, estando a frente da presidência por 5 gestões o Professor Mauro José de Morais. A entidade possui Diretorias Literária, Científica, Artística, Relações Públicas, Cerimonial, Biblioteca, além dos Departamentos, que no momento estão sendo reestruturados: Escola Livre (ELAN), Escola de Formação de Novos Escritores (ENEA) e Instituto Cultural Danilo Horta. Possui ainda o seu Conselho de Ética e Fiscal e sempre promove suas reuniões ordinárias no último sábado de cada mês.

O falecimento de três acadêmicos deixou uma marca muito triste em nossa cidade: Aquiles Marciano Cordeiro, que foi diplomata em diversos países e autor de Conversa I e Conversa II, entre outras obras; Danilo Horta, nevense da gema, Presidente do Sindicato dos Escritores de Minas Gerais e autor de 19 (dezenove) obras literárias, destacando-se "Profecias dos Becos" e "O Grande Campeão"; Adão Ventura renomado escritor e acadêmico da ANELCA, que colaborou para a implantação da Academia.

Muitas obras literárias já foram lançadas pelos acadêmicos escritores, destacam-se: Momento no Papel, Trilhas e Sentimentos e Plantando Esperança, de Mauro Morais; Espelhos da Alma; No Caminho da Vida e Orquestra Silenciosa de Deus, de autoria do Dr. Maurílio Laureano; Ilusões em Papel Crepom, da Acadêmica e Professora nevense Ágda Costa; Valsa do Amor a Quatro Mãos, da escritora Silvânia Bento; Silêncio em Angicos, de José Marcos da Rocha Morais; Uma Cidade Chamada Riviera, de Andréia Patrícia; Poemas para Você, de Ronaldo Leandro; Além da Linha de Leônidas Rodrigues; Pacote Literário (de vários escritores); A Ponta da Palavra, de Jaques Pontevedra;Quero Voar! E o medo?, de Nair Albertini; Bagatela de Avanilton de Aguilar, entre outros.

Já aconteceram 72 reuniões desde a fundação, e muitos ilustres conheceram a ANELCA: Dr. Murilo Badaró, Presidente da Academia Mineira de Letras; Coronel Adilson Cerqueira, Presidente da Academia de Letras João Guimarães Rosa, da Polícia Militar de Minas Gerais, Professora Conceição Piló, Curadora do Palácio da Liberdade, Professora Sílvia Lourdes Araújo Motta, Presidenta do Clube Brasileiro da Língua Portuguesa; Dra. Teresinka Pereira, Presidenta da Intenational Writters And Artists Association, de Ohio, USA, Rogério Salgado, entre tantos outros escritores de renome.

Em 02 de outubro de 2008, a ANELCA completará 9 anos de existência.


-//-
Fonte:http://www.neves.mg.gov.br/index.php/anelca

-//-