terça-feira, 23 de agosto de 2016

SENSO DE JUSTIÇA-Pilar Essencial: XXII - Reflexão de Klinger S. de Almeida _Soneto e Trovas de Silvia Araújo Motta/BH/MG/Brasil

-



SENSO DE JUSTIÇA-Pilar Essencial: Reflexão de Klinger S. de Almeida _Soneto e Trovas de Silvia Araújo Motta/BH/MG/Brasil

Confrades e Confreiras,
Todo ser humano traz dentro de si o sentimento de justiça. Se alguém, no decurso dos relacionamentos da vida, seja quem for,  o afronta, provoca uma lesão psíquica que, certamente, acarretará consequências. Na série “Rastreamento da Verdade”, o tema XXII aborda  essa faceta fundamental em todos os relacionamentos: na família, no trabalho, na vizinhança, nas associações, nas instituições... – focando-o como pilar essencial na edificação de uma convivência salutar e construtiva. Eis, à apreciação: SENSO DE JUSTIÇA-Pilar Essencial.
Saudações Acadêmicas,
Klinger Sobreira de Almeida – Cel. PM Ref.
Membro Fundador Academia de Letras João Guimarães Rosa
Membro Correspondente Academia Valadarense de Letras
-
Rastreando a Verdade (XXII)
SENSO DE JUSTIÇA→Pilar Essencial
Não julgueis, para que não sejais julgados. Porque com o juízo com que julgardes sereis julgados, e com a medida com que tiverdes medido vos hão de medir a vós.” – Mt 7:1-2
Senso, vocábulo que evoluiu do grego ao latim: Sensus - refere-se à faculdade de perceber com profundidade; percepção do que é apropriado, permitindo distinguir entre o verdadeiro e o falso. É uma capacidade para formular juízos, ou agir diante de situações concretas, no eixo das premissas equilíbrio, moderação, ponderação, benevolência, indulgência, tolerância...
Essa latitude do termo ensejou, ao longo da história, a criação de expressões definidoras de situações ou circunstâncias que denotam estágio de excelência harmoniosa, em que “Senso” constitui a base sólida do entendimento. Descartes, empregando a expressão Bom Senso, atribuiu-lhe a faculdade de julgar bem, de decidir ou agir na trilha da sensatez, conotação que, ainda hodiernamente, prevalece. Shaftesbury e Hutchinson, filósofos do séc. XVIII, consideravam o Senso Moral como uma capacidade instintiva de avaliação e, portanto, um guia infalível do homem. Nessa toada, encontramos o advento do Senso Comum – hábitos e costumes sedimentados no seio da massa – como significado de sabedoria coletiva. No vulgo, Senso Crítico constitui apanágio do homem que sabe lidar com proficiência e rever-se quando em desvio. Assim, o termo foi se compondo... E aflorou um de seus ângulos mais impressivos: Senso de Justiça.
 “Pelas Trilhas da Liderança”, obra de minha autoria/2005, reporta o Senso de Justiça no rol das vigas mestras que sustentam o Templo da Liderança. Discorrendo sobre a compreensão desse pilar, e o seu valor na tessitura de caráter do líder, p. 306 a 311, afirma-se em conclusão: “Senso de Justiça ou Senso de Equidade implica em tolerância praticada nos limites do Bom Senso. Implica na consciência de que o líder não é carrasco, nem tirano, nem dono da verdade absoluta. Implica em ponderação e equilíbrio nas decisões e muito mais: benevolência no trato com as pessoas,  uma certa dose de indulgência diante das imperfeições humanas, pois nós também se nos mirarmos detidamente à frente de um espelho imaginário, cairemos na realidade crua e nua:somos um poço de defeitos...
Senso de Justiça não é parâmetro apenas no liame líder x liderado, mas alcança todo espectro do relacionamento humano: família, escola, trabalho, vizinhança... As atitudes cotidianas, recíprocas – intercâmbio entre pessoas – devem ser escoimadas dos vírus deletérios – egoísmo, mentira, deslealdade, vaidade, maledicência, traição, cobiça, inveja, intolerância, descontrole emocional... – cedendo lugar aos valores qualitativos da serenidade. Observar sempre a ensinança de Cristo: “E por que reparas tu no argueiro que está no olho do teu irmão, e não vês a trave que está no teu olho?...” – Mt 7:3
Imperando o Senso de Justiça nos relacionamentos, cada ser cresce em respeito e dignidade, e, certamente, todos estarão envolvidos por um clima de harmonia e paz, seara propícia à ordem e ao progresso. Eis um pilar essencial da vida em comunidade.
Klinger Sobreira de Almeida – Mil.Ref./PMMG, membro ALJGR
-
SENSO DE JUSTIÇA-TROVAS de nº 2.170 a 2.179
e Soneto Por Sílvia Araújo Motta ALJGR/PMMG-BH-MG-Brasil
Intervenção-interpretativa da Reflexão de
Klinger Sobreira de Almeida/ALJGR/PMMG.
-
TROVA nº 2.170
O "Senso" usado na Grécia
no Latim evoluiu,
expandiu na inteligência
base que se distinguiu.
Sílvia Araújo Motta/BH/MG/Brasil.
-
TROVA nº 2.171
Senso de Justiça traz
excelência harmoniosa,
denota estágio capaz
de ter a vitória honrosa.
Sílvia Araújo Motta/BH/MG/Brasil.
-
TROVA nº 2.172
Senso de Justiça cede
lugar à Serenidade
e da atitude procede
praticar a lealdade.
Sílvia Araújo Motta/BH/MG/Brasil.
-
TROVA nº 2.173
Senso de Justiça impera
no Pilar Essencial:
-Propicia na Seara
Ordem e Progresso vital.
Sílvia Araújo Motta/BH/MG/Brasil.
-
TROVA nº 2.174
Senso Moral definido:
-Século dezoito, "um guia"
infalível no sentido
do homem, na Filosofia.
Sílvia Araújo Motta/BH/MG/Brasil.
-
TROVA nº 2.175
Senso Comum deixa ver
nível da Sabedoria,
equilíbrio coletivo
com liderança irradia.
Sílvia Araújo Motta/BH/MG/Brasil.
-
TROVA nº 2.176
Bíblia ensina ter Bom Senso:
-Implica em ponderação;
decisão exige e penso
ter tolerância ao irmão.
Sílvia Araújo Motta/BH/MG/Brasil.
-
TROVA nº 2.177
Senso de Justiça faz
elevar os pensamentos,
e na realidade traz
os bons relacionamentos.
Sílvia Araújo Motta/BH/MG/Brasil.
-
TROVA nº 2.178
Ao medir imperfeições
o ser humano perdoa
espelha as ponderações,
valoriza o Amor e o doa.
Sílvia Araújo Motta/BH/MG/Brasil.
-
TROVA nº 2.179
Senso de Justiça aprova
viver em comunidade,
no belo clima comprova
paz, respeito, dignidade.
Sílvia Araújo Motta/BH/MG/Brasil.
-
http://www.recantodasletras.com.br/trovas/5737015
-
SONETO À VERDADE- (XXII Da Série) SENSO DE JUSTIÇA
-
Noneto-Poético-Teatral Nº 50-Soneto-nº 6.154
Por Sílvia Araújo Motta/BH/MG/Brasil
Árcade-Parceira-Assessora na ALJGR/PMMG,
Intervenção-interpretativa da Reflexão de
Klinger Sobreira de Almeida/ALJGR/PMMG.
Rastreando a Verdade- Tema:(Senso de Justiça).
-
Conhecimento gera Senso Crítico,
percepção bem conhece o Bem e o Mal;
pura Verdade mostra para o cético
que na equidade pesa o que é normal.
-
A Liderança é viga, seta ao mítico!
Sabedoria lida com Moral...
Insensatez não quer julgar político;
Ciência prova só o que é real.
-
A sensatez envolve o líder, guia,
urge equilíbrio, toda a ordem conta,
paz e a harmonia envolve todo dia.
-
Pequeno erro tira-se com pinça...
Imperfeição humana o olhar aponta:
_Forte pilar é o Senso de Justiça.
-
Belo Horizonte, 23 de agosto de 2016.
http://www.recantodasletras.com.br/sonetos/5672255

-
 http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com.br/2016/08/senso-de-justica-pilar-essencial-xxii.html