segunda-feira, 1 de setembro de 2014

Milton Nascimento - "Canção da América" (1980)



-//-

https://www.youtube.com/watch?v=OlcQE4NeXow

MILTON NASCIMENTO- "Canção da América" (1980)

Enviado em 16/01/2010


-//-

CANÇÃO DA AMÉRICA


Compositor: (Milton Nascimento e Fernando Brant)

Amigo é coisa pra se guardar
Debaixo de sete chaves,
Dentro do coração,
assim falava a canção que na América ouvi,
mas quem cantava chorou ao ver o seu amigo partir,
mas quem ficou, no pensamento voou,
com seu canto que o outro lembrou
E quem voou no pensamento ficou,
com a lembrança que o outro cantou.
Amigo é coisa para se guardar
No lado esquerdo do peito,
mesmo que o tempo e a distância, digam não,
mesmo esquecendo a canção.
O que importa é ouvir a voz que vem do coração.
Pois, seja o que vier,
venha o que vier
Qualquer dia amigo eu volto a te encontrar
Qualquer dia amigo, a gente vai se encontrar.

Link: http://www.vagalume.com.br/milton-nascimento/cancao-da-america.html#ixzz3C5GIv5O9
Milton Nascimento canta "Canção da América" (Milton Nascimento - Fernando Brant) no Fantástico (TV Globo) de 1980:
"Amigo é coisa para se guardar
Debaixo de sete chaves
-//-





quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Amália / **Naufrágio** /LINDO VIDEO QUE VALE A PENA CONFERIR NO YOUTUBE https://www.youtube.com/watch?v=7s66FLIgRTY




LINDO VIDEO QUE VALE A PENA CONFERIR NO YOUTUBE


https://www.youtube.com/watch?v=7s66FLIgRTY

Enviado em 04/04/2008
Alain Oulman inspirou-se até ao divino, neste poema de Cecília Meireles, que Amália nos canta, como só ela sabia cantar Oulman. Então reparem na introdução musical do Fado, parece mesmo a preparar terreno para o poema e para a voz da Diva PORTUGUESA FADISTA: . AMÁLIA RODRIGUES
-
Pus o meu sonho num navio
E o navio em cima do mar.
Depois abri o mar com as mãos
Para o meu sonho naufragar.


Minhas mãos ainda estão molhadas
Do azul das ondas, entreabertas.
E a cor que escorre dos meus dedos
Colore as areias desertas.


O vento vem, vindo de longe,
A noite se curva de frio.
Debaixo d'água vai morrendo meu sonho,
Vai morrendo dentro do navio.


Chorarei quanto for preciso
Para fazer com que o mar cresça
E o meu navio chegue ao fundo
E o meu sonho desapareça.

Link: http://www.vagalume.com.br/amalia-rodrigues/naufragio.html#ixzz3BipUSOYK


-//

Poema de Cecília Meireles:

Pus o meu sonho num navio
Pus o meu sonho num navio 
e o navio em cima do mar;
depois abri o mar com as mãos,
para o meu sonho naufragar.


Minhas mãos ainda estão molhadas
do azul das ondas entreabertas,
e a cor que escorre dos meus dedos
colore as areias desertas
O vento vem vindo de longe,
a noite se curva de frio;


debaixo da água vai morrendo
meu sonho dentro de um navio...
Chorarei quanto for preciso,
para fazer com que o mar cresça,
e o meu navio chegue ao fundo
e o meu sonho desapareça.


Depois, tudo estará perfeito:
praia lisa, águas ordenadas,
meus olhos secos como pedras
e as minhas duas mãos quebradas.




quarta-feira, 27 de agosto de 2014

LIVRO: TEMPO DE ESPERA-VALE A PENA CONFERIR-23ª BIENAL DO LIVRO DE SÃO PAULO



-Visite e divulgue para os amigos.
Bienal do livro de São Paulo... Tempo de Espera: Estande G671.




-Fabricante: Garcia edizioni
Modelo:
 978-85-65490-91-7
Disponibilidade:
 Em Estoque 
Frete Gratis
Preço: R$ 26,00 
GARCIA edizioni © 2014
Loja Virtual BrasVirtual.com

-
-
Tempo de espera
FORMATO 15X21 | 146 PÁGINAS
Welis Couto tem um estilo despretensioso e simples, mas escreve com firmeza e talento, atingindo o objetivo almejado, o de fazer um bom romance. Há facilidade na condução dos diálogos e os múltiplos personagens vão aparecendo como se fossem figuras de um painel ou mural.
Tempo de Espera, o mais recente romance de Welis Couto, tem como cenário uma típica cidade do interior goiano, onde os habitantes sobrevivem em torno da prefeitura e de um prefeito corrupto que domina todas as ações em uma quase epopeia de trapaça, dominação e vício do poder.
Porém, um encontro inesperado pode mudar o rumo dessa história. Mariano se divide entre combater os vícios e trapaças do prefeito e conquistar e preservar o amor de uma jovem local. Os sentimentos lacerados do viajante podem ser o instrumental de que precisa o prefeito para continuar suas ações ou o fortalecimento dos ideais do jovem administrador.

WELIS COUTO

Welis Soares Couto nasceu em Alvinópolis, Minas Gerais, no dia 07 de setembro de 1963. Literariamente, assina, apenas, Welis Couto.
Pertence à Academia Municipalista de Letras de Minas Gerais, com sede em Belo Horizonte (MG), ao GEL - Grêmio de Estu­dos Literários de João Monlevade e à Casa do Escritor, São Roque (SP). Exerceu a presidência do GEL no biênio 1989/91.
Obteve boas classificações em concursos literários em João Monlevade, em Alvinópolis, em Araguari - Concurso Nacional Antônio Brasil e em diversas outras cidades brasileiras. Com destaque para os primeiros lugares no Concurso Nacional de Literatura Brasileira da Escola Técnica e Faculdades Oswaldo Cruz, em São Paulo (SP) e no Concurso Nacional para Livros Editados, com "Memórias de um Parafuso", promovido pelo Jornal Correio de Poesia - João Pessoa (PB). Possui nove prêmios literários.


Fonte:

-//-


21º ANIVERSÁRIO DA ALEAS-ACADEMIA DE LETRAS E ARTES DA SERRA-AGOSTO-2014-PARABÉNS A TODOS!


-


URGENTE -  AVISO IMPORTANTE - É HOJE A FESTA DA ALEAS
Senhores Acadêmicos e amigos,
É hoje nesta Quarta feira, dia 28 de Agosto a partir de 18h30m a nossa solenidade comemorativa do 21º Aniversário da ALEAS - Academia de Letras e Artes da Serra. Solicito a todos os Acadêmicos que compareçam de Fardão e com a Medalha Acadêmica. Hoje também ocorrerá a posse dos novos Acadêmicos Correspondentes e a posse da nova Diretoria da ALEAS. Pedimos a todos Acadêmicos que façam um esforço e compareçam pois todos serão homenageados com um DIPLOMA, tanto os Acadêmicos Titulares como os Acadêmicos Correspondentes.  A solenidade será realizada de 18h30m as 21,00 horas já que a Assembléia Legislativa encerra seus trabalhos ao público as 22 horas.
Outro aviso importante. Depois das 17 horas o trânsito em frente a Assembléia Legislativa é tumultuado. Torna-se importante que todos procure se programar. Quem vem da Serra sabe muito bem que após as 17 horas leva-se em média 2 (Duas) horas para chegar até a região da Assembléia Legislativa e em frente ao Shopping Vitória, assim procurem sair de suas casas por volta de 16 horas. Eu que moro em Eurico Salles, Carapina Serra ES já me programei para sair de casa às 16h30m.  Outra coisa torna-se importante que os Acadêmicos cheguem cedo para se organizarem. Quem tiver BANNER, Quadros e Livros pode trazer parra expor, mas cada um será responsável pelo material. Não teremos ninguém para vigiar nada. Quem desejar pode trazer VIOLÃO, Caixa de Som e pode se programar para já por volta das 18 horas se apresentar cantando e tocando. Será um aperitivo para quem for chegando para assistir o evento que começará, se Deus quiser as 18h30m. ACADÊMICOS TITULARES NÃO ESQUEÇAM DE ASSINAR A LISTA DE PRESENÇA PARA LEVAR PARA REGISTRO EM CARTÓRIO. SERÃO DE DUAS A TRÊS FOLHAS E MAIS O LIVRO DA ALEAS... Todos que comparecerem por favor assinem um Segundo Livro que estará à disposição de todos, colocando nome, endereço e e-mail no Livro próprio.
Não haverá Jantar pois o Restaurante da Assembléia tem que fechar as 22 horas e como a solenidade termina as 21 horas em uma hora apenas não haverá tempo para termos um Jantar de Confraternização. Assim estaremos marcando para SETEMBRO uma Festa de Confraternização num Clube Social com Piscina Adulta e Infantil. Data provável dia 21 de Setembro, DOMINGO. Será um CHURRASCO TOTALMENTE GRATUITO PARA TODOS ACADÊMICOS E AMIGOS QUE ESTÃO RECEBENDO ESTE E-MAIL para comemorar o Aniversário de Clério José Borges (Aniversário dia 15 de Setembro). Será necessário que cada um confirme a presença até o dia 18 de Setembro pois só entra na Portaria do Clube Social que tiver com o nome confirmado.
Mas, vamos para a nossa Festa hoje nesta Quinta Feira, dia 28 de Agosto. Esperamos em nome do Senhor Jesus que tudo dê certo.
Um abraço a Todos
Clério José Borges

Silvia Araújo Motta e amigos prestam homenagem ao casal JORGE DA COSTA PRATA E ESPOSA LEONOR


HOMENAGEM AO CASAL 
JORGE DA COSTA PRATA E ESPOSA LEONOR.

PALMA BARROCA
ARTESANATO HISTÓRICO MINEIRO

      A Palma Barroca folheada a ouro é um acessório de decoração artesanal típicos da cidade mineira, trazidos para o Brasil no século XVIII pelos colonizadores portugueses. As palmas são arranjos de flores e folhas artificiais feitas de papel, tecido ou cobre, e recebem o banho de ouro ou prata. Marcam o valor e requinte do trabalho manual.

      Esta palma barroca é sustentada por uma haste de metal introduzida em uma base de madeira e tem suas folhas e flores feitas de cobre e banhada a ouro.  

    O objeto decorativo utilizado na ornamentação de altares de igrejas, imagens sagradas nas procissões da Semana Santa, transcenderam sua função religiosa, sendo aplicadas, atualmente em inúmeras finalidades, em espelhos, guirlandas, condecorações e homenagens feitas em datas especiais.

      A tradição das palmas barrocas também tem sido inspiração para a confecção de bijuterias e muito utilizada como acessórios decorativos em salas de estar e em diversos outros ambientes, ao que a imaginação permitir.
(*)Homenagem de: Silvia Araújo Motta e Amigos
Ao casal amigo: Jorge  da Costa Prata e Sra. Leonor
No Restaurante do Minas Tênis Clube  II-BH,MG,27 de agosto de 2014.


Minas Tênis Clube II

-


 AOS AMIGOS PRATA E LEONOR


Homenagem-acróstica Nº 5.582
Por Silvia Araújo Motta/BH/MG/Brasil

A-Aplausos efusivos luso-mineiros,
M-Merecidos e propícios, neste dia,
I-Irradiam entre amigos brasileiros,
G-Garantidos nos países lusófonos,
O-Os ELOS socioculturais lusíadas,
S-Sementeiros das razões adocicadas!
 -
P-Parabéns, querida Amiga D. LEONOR,
R-Rainha do Lar, com Jorge da Costa PRATA!
A-Agradeço-lhes um milhão de vezes e, hoje
T-Também afirmo-lhes:-Gratidão é imortal!
A-Abraços e beijinhos traduzem meus carinhos.
 -
E-Esta reunião traz o símbolo das PALMAS
 -
L-LUMINOSAS para seus pulsantes corações:
E-Estaria mentindo se, agora, não lhes dissesse
O-O quanto estou emocionada e com felicidade,
N-Neste Restaurante do Minas Tênis Clube II...
O-O nosso brinde à VIDA, ao CASAL e à VERDADE
R-Revelada na beleza de nossa sincera AMIZADE.
       Belo Horizonte, MG, 27 de agosto de 2014, quarta-feira.

-//-
JORGE DA COSTA PRATA

Homenagem-Acróstica nº 996
Por Sílvia Araújo Motta
(Elos Clube de BH-MG)

J-Jamais poderei esquecer
O-O ELISTA de voz e ação,
R-Razões que o fazem merecer:
G-Grandioso Pintor, Ceramista
E-E um ARTISTA  na decoração.
 
D-De 27/Jan.Esposo de Leonor. Filho de Julieta
A-Alberto Costa Prata. Batismo em  Luanda/Angola.
 
C-Com teu talento altaneiro
O-Orgulho de Portugal,
S-Se nasceste no além-mar...
T-Tens coração brasileiro
A-Aqui sabemos te amar.
 
P-Parabéns, hoje é teu dia
R-Recordações vão e vem
A-Aqui no Brasil, irradias
T-Ternura, bondade, competência,
A-Amor fraternal e familiar.

Belo Horizonte,27 de janeiro de 2001.
Enviado por Silvia Araujo Motta em 04/11/2005
Reeditado em 25/02/2007
Código do texto: T67120
http://www.recantodasletras.com.br/poesiascomemorativas/67120
-


PRAÇA CIDADE DO PORTO Em BH-MG
Acróstico-histórico nº 0336 por Sílvia Araújo Motta

P-Palmas! Vivas! Aplausos de Pé, ao Artista
R-Reconhecido talentoso Jorge da Costa Prata,
A-Artesão da Cultura Portuguesa, Ceramista,
Ç-Com votos de louvor, com registros em Ata,
A-Agradecemos ao caro Companheiro Elista.
 -
C-Competente pelo prazer cotidiano do Ser,
I-Idealizador do Projeto. Administrador das ações!
D-Dinâmico Empreendedor. Divulga seu Saber!
A-Autênticas lições! Sucessos nas realizações.
D-Documentações legais demonstram o fazer!
E-Exímia energia ! Persistente sabe querer!
 -
D-Da PRAÇA CIDADE DO PORTO-BH-Brasil
O-Os ELOS sócio-culturais de Porto-Portugal.
 -
P-Parabéns! Gratidão Luso-Mineira-Brasileira!
O-O apreço DO Elos Clube, Consulado e Comunidades,
R-Razões do Clube Brasileiro da Língua Portuguesa
T-Trabalho árduo, na realidade recompensado:
O-O Amor à Sementeira traz sabor adocicado!
-
B-Belo Horizonte-Ponte ao Porto/Portugal.
H-Herança azulejista! Tesouro Cultural,
--
M-Marcado pela doação à Igreja da Lapa,
G-Grandioso coração imortal de D. Pedro I,
-
B-Bem conservados, azulejos de 1834
R-Registram o merecido Testamento
A-Assinado em vida, à invicta e leal,
S-Sublime herdeira Cidade do Porto!
I-Irradiando à cultura mineira, em 2005
L-Luz do horizonte, em Belo Horizonte.
      (*)Praça-Presente aos AMIGOS da SERRA, de BHhttp://www.recantodasletras.com.br/acrosticos/115809


-



obra imortal do artista-plástico-ceramista
Jorge da costa prata
Em belo horizonte-minas gerais-brasil

Poeta Sílvia Araújo Motta tem exposição fixa, do SONETO: NATUREZA, de sua autoria, em 230 azulejos, ocupando 4,5metros na parte externa do MURO da Escola Professor PEDRO ALEIXO à Av. Bandeirantes nº 2300, no Alto da Av. Afonso Pena, Mangabeiras; ao lado da Praça da Bandeira-Belo Horizonte-MG-Brasil. Obra do Artista Plástico-Ceramista-Português JORGE DA COSTA PRATA.


 -/-

NATUREZA

Soneto-sáfico-heroico Nº 2051
Por Sílvia Araújo Motta

A natureza implora e pede paz;
dá seu exemplo claro, sofre... agora;
para o planeta TERRA grita e faz
sua defesa à água, fauna e flora.

Exploração terrestre do homem traz
efeito estufa que o universo cora;
aquecimento ao globo a dor refaz,
degradação do meio ambiente chora.

Desmatamento tem labor insano;
poluição do ar, produz tristeza.
É predador de si, o Ser humano:

Ainda resta a Fé e o Amor! Propostas
de AÇÃO serão bem-vindas, com certeza,
crer no poder Divino! Ter mãos postas!
-
http://www.www.recantodasletras.com.br/autores/silviaraujomotta

-

METODOLOGIA ESPECÍFICA DO POEMA
“NATUREZA”

Aos estudiosos interessados na Poesia Clássica:
Soneto-sáfico-heroico-didático nº 2051
do Verso Tradicional Sonoro na 4ª ; 6ª, 8ª  e  10ª  sílabas.
Decassílabo Rimado:ABAB,ABAB,CDC,EDE,
à moda de Camões (Portugal) e de Petrarca. (Itália)
Por Sílvia Araújo Motta

A natu(re)za im(plo)ra e (pe)de (paz;)Rima =A (paz)
dá seu e(xem)plo (cla)ro,(geme,)(so)fre...a(go)ra.Rima=B(go)-ra
Para o pla(ne)ta (TER)RA (gri)ta e (faz)Rima=A (faz)
sua de(fe)sa à (á)gua, (fau)na e (flo)ra. Rima=(flo)ra)

Explora(cão) ter(res)tre (do ho)mem (traz)=Rima A = traz
efeito es(tu)fa (que o u)ni(ver)so (co)ra;Rima= B (co) ra
aqueci(men)to ao (glo)bo a (dor) re(faz,) Rima=A (faz)
degrada(ção) do (mei)o am(bien)te (cho)ra. Rima=(cho) ra

Desmata(men)to (tem) la(bor) in(sa)no;Rima C =(sa)no
Polui(ção) do (ar,) pro(duz) tris(te)za. Rima D = (te) za
É preda(dor) de (si) o (Ser) hu(ma)no: Rima C = (ma) no

Ainda (res)ta a (Fé,)o A(mor!) Pro(pos)tas Rima= E (pos) tas
de AÇÃO se(rão) bem-(vin)das,(com)cer(te)za,Rima=D(te) za
crer no po(der) Di(vi)no! (Ter) mãos (pos)tas!Rima E=(pos) tas

 http://www.www.recantodasletras.com.br/autores/silviaraujomotta


---***---



GRATIDÃO
-
Soneto Nº 2407-Clássico, sáfico, heróico;
Sílabas fortes na 4ª, 6ª, 8ª; 10ª sílabas;
Rimado: ABAB, ABAB,CDE,CDE.
Por Sílvia Araújo Motta

Gratidão faz pulsar amor, saudade
da ação que o tempo cuida e dá sinal,
a sensação de calma, o peito invade,
onda que beija o mar azul, real.

Gratidão traz mãos postas, voz verdade,
na jóia rara tem valor total,
abre janela ao sol, traduz vontade,
pois revigora a força contra o mal.

Gratidão é luz, clara lua, ninho;
lembrança viva esconde em fino véu,
forte emoção que alegra a dor vencida...

Vela interior que mostra o bom caminho;
brilho de estrela lança em todo céu...
Gratidão é flor; sol que aquece a vida.
-
Belo Horizonte, 18 de março de 2010.
-
http://www.recantodasletras.com.br/sonetos/1644706


-






-













-//