quarta-feira, 13 de maio de 2015

SILÊNCIO - JOELMA (JOVEM GUARDA)-VER Acróstico Nº 5893-Nº 25 da Série: Silêncio-Por Sílvia Araújo Motta


-



https://www.youtube.com/watch?v=PhaHv-23yf4

Enviado em 14 de ago de 2010
Composição de Sérgio Odilon - 1968

SILÊNCIO PELA NOITE APAGADA
JÁ NÃO SINTO MAIS NADA
A NÃO SER SOLIDÃO
TRISTEZA POR HAVER TE PERDIDO
E NÃO TER COMPREENDIDO
TUA ESTRANHA PAIXÃO

MEUS PASSOS
MOLHADOS NO PRANTO
E CHORAM MEUS OLHOS
CANSADOS DE TANTO LEMBRAR SE DE ALGUÉM

E O VENTO SOPRANDO CONSTANTE
MURMURA EM SILÊNCIO
QUE MUITO DISTANTE
TU CHORAS TAMBÉM.


-

SILÊNCIO NA SAUDADE DO QUE TEVE VIDA
-
Acróstico Nº 5893-Nº 25 da Série: Silêncio
Por Sílvia Araújo Motta/BH/MG/Brasil
-
S-Saudade apregoa o passado
A-A gritar forte em cada ouvido,
U-Um som repetitivo propagado,
D-Demonstrando certa superioridade,
A-Anunciando, em voz silenciosa...
D-Do subconsciente guardado
E-Em presença impedida, dolorosa!
 -
D-Da nostalgia consciente, hoje vivida,
O-O S-I-L-Ê-N-C-I-O dá preço à mente!
 -
Q-Quantos momentos com gente querida!
U-Um doce e precioso pedaço de emoção
E-Está no cofre, que guarda a linda relíquia!
 -
T-Tentar esquecer? Não! Não quero jamais!
E-Eu prefiro abrir o coração tristonho, e de
V-Vez em quando, visitar e ver mais uma vez
E-Essa luminosidade que vivi intensamente;
 -
V-Valor que um dia, deu-me alegria na vida,
I-Irradiou esperança de ter eternamente,
D-Dias risonhos, que não passaram de sonhos!
A-Ah! Se possível fosse, começaria tudo outra vez!
-
Belo Horizonte, sábado, 16 de maio de 2015
http://www.recantodasletras.com.br/acrosticos/5243593