quarta-feira, 17 de junho de 2015

SAM 012-DESNUDEZ DO DESEJO DA LUA-Poema com versos livres nº 5940 Por Sílvia Araújo Motta/BH/MG/Brasil

-


5940-DESNUDEZ DO DESEJO DA LUA
-
SAM 012-Poema com versos livres nº 5940
Por Sílvia Araújo Motta/BH/MG/Brasil
-
Concordo com Vinícius de Moraes, autor,
autor que merece o aplauso universal,
universal que faz poema ao Sol e à LUA...
Lua que se desnuda, sem nenhuma VAIDADE,
vaidade que traduz a vergonhosa presunção,
presunção que traz somente FUTILIDADE;
futilidade ao que tem pouquíssimo VALOR!
VALOR, sem o VESTUÁRIO, na aparência,
aparência que a LUA apresenta a lição:
-Lição que para ter brilho, não precisa,
não precisa de qualquer roupa, por isso,
por isso...é tão LINDA...totalmente NUA.
Nua, que tem um LUAR apaixonante,
Apaixonante, à visão emocionante,
emocionante. que em todos, desperta
DESPERTA ao luar, DESEJOS DE AMOR .
[AMOR QUE SE BASTA] pois é único;
único, universal, sem precisar de plural,
plural para quê? Para ser CONJUGADO?
Conjugado na 1ª pessoa, sem pedir troca.
TROCA para quê? LUA tem amor-próprio!
Amor-próprio, com a dignidade do AMOR!
[AMOR ESTADO DE GRAÇA] no universo,
universo, infinito, com todo seu VALOR,
Valor de quem sabe ser FORTE, sem arma!
Arma do AMOR tem poder! Sabe vencer!
Vencer a quem for e estiver vencedor,
vencedor é aquele que o outro desarma,
desarma e se torna o SER inesquecível,
inesquecível a cada INSTANTE de AMOR!
Amor que aplica a PRÁTICA da DOAÇÃO,
doação de seu BRILHO tão FASCINANTE;
fascinante, ideal, inigualável, insinuante!
Insinuante, [AMOR PRIMO DA MORTE]...
Morte que se faz no AMOR VENCEDOR!
Vencedor por que, por mais que morre,
morre na terra, entre os maus HOMENS,
homens que não sabem AMAR de verdade!
Verdade que cala para pensar nos perigos,
para quem não equilibra os males da PAIXÃO!
Paixão é despertada quando a lua aparece,
aparece, no início, tímida... MINGUANTE...
Minguante, que brevemente vai crescendo;
crescendo NOVA, ficando BRILHANTE,
brilhante, porque está cheia de AMOR!
Amor ao luar:-Ah! Ah! Quem não o tem?
Tem? Sim e não adianta querer NEGAR...
Negar que quer sempre ter POR PERTO
por perto, alguém para admirar a beleza...
Beleza, na perfeição mesmo à distância,
distância que pode trazer SOFRIMENTO;
SOFRIMENTO aos que não tem sentimento,
sentimento que exige muito CUIDADO;
CUIDADO porque a voz na SERENATA,
na serenata da VIDA, que canta a lua...
A LUA se oferece, mesmo à distância;
à distância...solitária pede que a aceite:
-Aceite o que a LUA-MULHER lhe der,
lhe der na DESNUDEZ do puro DESEJO...
Desejo apenas de poder doar seu AMOR.
-
Belo Horizonte, 17 de junho de 2015.

http://www.recantodasletras.com.br/poesiasdedicatorias/5279892